Coopera??o internacional e recursos h?dricos : a forma??o de um regime internacional para o Aq??fero Guarani

Esta pesquisa trata da coopera??o internacional para o Sistema Aq??fero Guarani, objetivando buscar elementos que indiquem a poss?vel forma??o de um regime internacional para a sua gest?o. Os regimes internacionais s?o institui??es com regras expl?citas, acordadas entre os Estados, voltadas a uma ?r...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Tussi, Matheus Gazzola lattes
Orientador/a: Mallmann, Maria Izabel lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontif?cia Universidade Cat?lica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de P?s-Gradua??o em Ci?ncias Sociais
Department: Faculdade de Filosofia e Ci?ncias Humanas
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/4639
Citação:TUSSI, Matheus Gazzola. Coopera??o internacional e recursos h?dricos : a forma??o de um regime internacional para o Aq??fero Guarani. 2008. 167 f. Disserta??o (Mestrado em Ci?ncias Sociais) - Pontif?cia Universidade Cat?lica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.
Resumo Português:Esta pesquisa trata da coopera??o internacional para o Sistema Aq??fero Guarani, objetivando buscar elementos que indiquem a poss?vel forma??o de um regime internacional para a sua gest?o. Os regimes internacionais s?o institui??es com regras expl?citas, acordadas entre os Estados, voltadas a uma ?rea tem?tica espec?fica. Buscou-se saber, no caso do Aq??fero Guarani, se havia a exist?ncia de uma ?rea tem?tica delimitada, ind?cios de formaliza??o de regras e converg?ncia de expectativas dos atores estatais envolvidos, especialmente atrav?s do Projeto de Prote??o Ambiental e Desenvolvimento Sustent?vel do Sistema Aq??fero Guarani. Em curso desde o ano 2000, com previs?o de t?rmino para 2009, este Projeto envolve Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai atrav?s do financiamento do GEF e execu??o da OEA, tendo como n?cleo a elabora??o de um marco de gest?o para o aq??fero, contendo aspectos legais, institucionais e t?cnicos, a ser disponibilizado aos pa?ses ao final de sua execu??o. Os resultados alcan?ados permitem inferir que se est? em uma fase de forma??o da agenda de um regime internacional para o Aq??fero Guarani, fase em que j? houve a emerg?ncia do tema mas que ele ainda n?o ? um item priorit?rio da agenda regional a ponto das expectativas convergirem para a escolha de institui??es para a sua gest?o.