Caracterização e análise da participação e dos conflitos em uma escola transformada em comunidades de aprendizagem

The objective of this study is to understand the impact of Learning Communities (LC) in a school unit in relation to participation and the conflicts existing within them, highlighting in particular those aspects which facilitate and hamper the manifestation and resolution of the conflicts. Taking as...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Pinheiro, Ednéia Virgínia lattes
Orientador/a: Conti, Celso Luiz Aparecido lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de São Carlos
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2563
Citação:PINHEIRO, Ednéia Virgínia. Caracterização e análise da participação e dos conflitos em uma escola transformada em comunidades de aprendizagem. 2010. 157 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2010.
Resumo Português:Este estudo tem como objetivo compreender o impacto de Comunidades de Aprendizagem (CA) em uma unidade escolar no que se refere à participação e aos conflitos lá existentes, destacando em especial os aspectos que facilitam e que dificultam a manifestação e resolução dos conflitos. Possuindo como referência a metodologia comunicativa crítica, e baseada nos conceitos de ação comunicativa, de Habermas, e dialogicidade, de Freire, esta pesquisa teve como principal meio de coleta de dados entrevistas em profundidade, realizadas com: a gestora da EMEB, a assistente de direção, uma professora, que atuava há aproximadamente dois anos como coordenadora pedagógica, e um familiar. Todas as pessoas entrevistadas integravam um dos colegiados da unidade (Conselho de escola ou Comissão Gestora). Procuramos, desta forma, entender a relação existente entre a participação de todos/as na escola e nos processos de tomada de decisão, de forma igualitária, e a ocorrência de conflitos, compreendendo quais os fatores que os potencializam e que os inibem, de que forma se manifestam nas relações da unidade e de que maneira o diálogo igualitário, presente nos processos decisórios de uma CA, interfere nos conflitos. A análise dos dados, que englobou tanto fatores transformadores quanto aqueles que se apresentavam como obstáculos para a transformação, se deu de forma conjunta entre os/as entrevistados/as e a pesquisadora, de forma a propiciar o diálogo sobre os conteúdos destacados, as temáticas elencadas e os entendimentos efetuados, visando ao consenso. Pudemos observar que muitas mudanças ocorreram na unidade escolar desde a implementação da proposta de CA. Entre elas destacase a incorporação do diálogo igualitário em todas as suas relações, envolvendo os colegiados da EMEB. Observamos que a existência de conflitos na unidade demonstra sua abertura para o diálogo, permitindo que todos e todas possam expor opiniões e argumentos. O conflito, assim, tem atuado como ponto de partida para a busca do entendimento, que se estabelece na ação comunicativa, fruto do consenso alcançado por meio dos melhores argumentos. Esta investigação integra a pesquisa Comunidades de aprendizagem: aposta na qualidade da aprendizagem, na igualdade de diferenças e na democratização da gestão da escola , que prevê quatro eixos de investigação: (1) aprendizagem de leitura e escrita, (2) práticas de aprendizagem dialógica, (3) necessidades formativas e potencialidades educativas da população de entorno, com foco nas condições de trabalho dos familiares e nas condições ambientais e formas de vida nesse ambiente, (4) gestão e participação da comunidade na vida da escola.
Resumo inglês:The objective of this study is to understand the impact of Learning Communities (LC) in a school unit in relation to participation and the conflicts existing within them, highlighting in particular those aspects which facilitate and hamper the manifestation and resolution of the conflicts. Taking as reference the critical communicative methodology, and based on the communicative action concepts, of Habermas, and dialogicity, of Freire, the principal means of data collection of this research was in-depth interviews, carried out with: the head of the EMEB, the deputy director, a schoolmistress, who had been acting for approximately two years as pedagogical coordinator, and a family member. All the people interviewed were involved in one of the unit s two bodies (School Council or Management Commission). We sought, in this way, to understand the existing relationship between the participation of everyone in the school and in the decision-making processes, in a egalitarian manner, and the occurrence of conflicts, seeking to identify which factors stimulate conflicts and which factors inhibit them, and how they manifest themselves in the relations within the unit and in what way the egalitarian dialogue, present in the decision processes of a LC, impacts on these conflicts. The analysis of the data, which embraced both transformative factors and those that appeared as obstacles to transformation, took the form of a collaboration between the individuals interviewed and the researcher, in order to promote dialogue on the content raised, the themes chosen and the understandings reached, aiming for consensus. We were able to observe that many changes occurred in the school unit following the implementation of the LC proposal. Noteworthy among them is the incorporation of egalitarian dialogue in all the relationships, involving the different bodies of the EMEB. We observed that the existence of conflicts in the unit demonstrates its openness to dialogue, enabling everyone to state their opinions and arguments. Conflict, therefore, has acted as a point of departure in the search for understanding, which is established with the communicative action, the fruit of consensus reached by means of the best arguments. This investigation integrates the research Learning communities: a wager on the quality of learning, on the equality of difference and on the democratization of school management , which envisages four axes of investigation: (1) learning to read and write, (2) dialogic learning practices, (3) formative needs and educational potentialities of the surrounding population, with focus on the working conditions of family members and on the environmental conditions and ways of life in that environment, (4) management and participation of the community in the life of the school.