IMPLICAÇÕES DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: UMA VISÃO DO ALUNO-TRABALHADOR DA UCPEL

In the latest decades, the diffusion of new technologies of production and work management has been pointed out as the base for a new production pattern. The new technologies supported by microelectronics and new forms and organizational system of human activity have been radically modifying this pr...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Andreazza, Pedro Ernesto lattes
Orientador/a: Omar, Jabr Hussein Deeb Haj lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Catolica de Pelotas
Programa: Mestrado em Política Social
Department: Social
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede.ucpel.edu.br:8080/jspui/handle/tede/8
Citação:ANDREAZZA, Pedro Ernesto. IMPLICAÇÕES DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: UMA VISÃO DO ALUNO-TRABALHADOR DA UCPEL. 2007. 125 f. Dissertação (Mestrado em Social) - Universidade Catolica de Pelotas, Pelotas, 2007.
Resumo Português:Nas últimas décadas, a difusão de novas tecnologias de produção e gestão do trabalho tem sido apontada como a base de um novo padrão de produção. As novas tecnologias apoiadas na microeletrônica e em novas formas e sistemas de organização da atividade humana no trabalho vêm modificando, radicalmente, os pressupostos da produção de massa, tanto no universo fabril como na economia mais ampla, intervindo diretamente nas relações de trabalho. As mudanças na vida das organizações e no mundo do trabalho são desconcertantes, permitindo que elas mantenham alto grau de flexibilidade em termos de recursos humanos, o que lhes permite enfrentar, com maior segurança, as oscilações de um mercado cada vez mais competitivo e globalizado, adaptando-se e retraindo-se conforme a conjuntura. Em contrapartida, essa realidade apresenta seu lado negativo, pois causa insegurança entre os trabalhadores, principalmente entre aqueles que estão sendo mais duramente atingidos pelo desemprego e frustração profissional, que são os jovens, os mais idosos e aqueles com menor qualificação. Esta dissertação faz uma análise bibliográfica de tecnologia, modelos e formas de organização do trabalho, comparando a situação anterior à introdução das novas tecnologias com a atual. Traça o perfil exigido neste contexto, e as inseguranças quanto às possibilidades no mercado de trabalho e no emprego. Enfatiza o papel da educação e do conhecimento em face das tendências deste novo paradigma produtivo. Apresenta, ainda, os resultados da pesquisa de campo, realizada na Universidade Católica de Pelotas, abrangendo alunos-trabalhadores de diferentes organizações desta cidade, quando investiga e avalia, pelo nível de satisfação dos entrevistados, os múltiplos aspectos que envolvem este novo cenário, já que os jovens estão diretamente implicados neste processo. Levando-se em consideração esses aspectos, constata-se que os alunos-trabalhadores estão percebendo não só as exigências que estão ocorrendo, mas também as mudanças e ações que vêm sendo implementadas, pela universidade e pelas organizações, no sentido de atender às necessidades mais prementes da nova organização do trabalho
Resumo inglês:In the latest decades, the diffusion of new technologies of production and work management has been pointed out as the base for a new production pattern. The new technologies supported by microelectronics and new forms and organizational system of human activity have been radically modifying this presupposition of mass production, both in the textile universe and in a broader economy, intervening directly in the work relationship. The changes in the organizations lives and in the world of work are baffling, allowing them to keep a high level of flexibility in terms of human resources. This allows the companies to face the oscillations of a market which is more and more globalized and competitive, adapting and retracting in accordance with the situation. On the other hand, this reality presents its negative side, because it causes insecurity among the workers, mainly among the ones who are being highly affected by unemployment and professional frustration: the young, the older and those who are underqualified. This thesis makes a bibliographical analysis of technology, patterns and organizational forms of work, comparing the situation prior to the introduction of the new technologies with the present. Still, it observes the required profile, the insecurities of these generations regarding the possibilities in the work market, in the job, and the role of education and the knowledge focusing the tendencies of this new productive paradigm. The work presents the results of the field research done at Universidade Católica de Pelotas, encircling student-workers from different city organizations; it investigates and evaluates, through the interviewed level of satisfaction, the multiple aspects that involve this new scenario, since the youngs are directly involved in this process. Taking these aspects into consideration, it can be observed that the student-workers are perceiving not only the requirements involving this scenario, but also the changes and actions that have been implemented by the University and the organizations, aiming at fulfilling the demands of the new work organization