OS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL – CAPS – DE PONTA GROSSA/PR PELO OLHAR DOS USUÁRIOS, FAMILIARES E TRABALHADORES

This study analyzes the perceptions of workers, users, and their families on the Psychosocial Attention Centers (CAPS) of Ponta Grossa. We present the services offered, the actions carried out in these spaces, the expectations of CAPS users, the working conditions of the professionals (work regulati...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Orlowski, Viviane Matoski lattes
Orientador/a: Bourgiugnon, Jussara Ayres lattes
Co-advisor: Leandro, Jose Augusto lattes
Banca: Carvalho, Manoela de lattes, Oliveira Junior, Constantino Ribeiro de lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA
Programa: Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais Aplicadas
Department: Sociedade, Direito e Cidadania
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/237
Citação:ORLOWSKI, Viviane Matoski. OS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL – CAPS – DE PONTA GROSSA/PR PELO OLHAR DOS USUÁRIOS, FAMILIARES E TRABALHADORES. 2015. 186 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Direito e Cidadania) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA, Ponta Grossa, 2015.
Resumo Português:O estudo analisa as percepções dos trabalhadores, usuários e seus familiares sobre os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) de Ponta Grossa. São apresentados os serviços ofertados, as ações realizadas nesses espaços, as expectativas dos usuários dos CAPS, as condições de trabalho dos profissionais - regime de trabalho, carga horária, ambiente organizacional e capacitação -, e a influência desses fatores na qualidade das ações e no cotidiano do trabalho. Ao longo desta pesquisa, teve-se acesso ao Dossiê “Ponta Grossa – Saúde Mental”, da Associação de Apoio aos Portadores de Distúrbios de Ordem Mental (Anexo B), encaminhado ao Ministério Público do Paraná em março de 2014. O dossiê solicita o cumprimento da Política Nacional de Saúde Mental, evidenciando que os componentes da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) do município não estão de acordo com o preconizado legalmente. Mesmo com as informações do dossiê que demonstram a precariedade da rede de atenção psicossocial em Ponta Grossa, entende-se relevante conhecer as contribuições que os CAPS estão realizando na vida da população atendida, conforme o olhar dos trabalhadores, usuários e familiares. Trata-se de um estudo exploratório com abordagem mista, qualitativa e quantitativa, pesquisa bibliográfica e documental. Para a realização da coleta de dados, são utilizados os seguintes procedimentos: entrevistas, questionários e observação, uma triangulação metodológica que auxiliou na compreensão e análise dos dados. O universo de pesquisa é os três CAPS de Ponta Grossa: CAPSad – álcool e drogas, o CAPSi – infantil e o CAPS II – TM – transtorno mental. Como amostra, foram selecionados sujeitos dentre os que frequentam os CAPS, seus familiares e os profissionais que compõem as equipes de atendimento. Foram realizadas, também, entrevistas com a Gerência de Saúde Mental de Ponta Grossa e com os coordenadores dos CAPS. Foram aplicados dois questionários aos usuários, dois aos familiares e um para os trabalhadores dos três CAPS. O trabalho está estruturado em três capítulos. O primeiro expõe o percurso metodológico da pesquisa, um estudo misto, com ênfase no qualitativo, pois trabalha-se com o discurso dos sujeitos participantes da pesquisa, sob a forma de estudo exploratório descritivo e com a triangulação de métodos, o que permitiu a contextualização do tema. No segundo capítulo, são relatados aspectos históricos sobre o percurso da Reforma Psiquiátrica Brasileira e se analisa a concepção de rede de serviços de saúde, com ênfase para a Rede de Atenção Psicossocial (as RAPS) e os Centros de Atenção Psicossocial. O terceiro capítulo contextualiza os Centros de Atenção Psicossocial de Ponta Grossa - para conhecimento da realidade administrativa e o diagnóstico das condições físico-estruturais dos estabelecimentos -, apresenta o perfil dos trabalhadores dos CAPS e os resultados dos questionários aplicados aos sujeitos da pesquisa.
Resumo inglês:This study analyzes the perceptions of workers, users, and their families on the Psychosocial Attention Centers (CAPS) of Ponta Grossa. We present the services offered, the actions carried out in these spaces, the expectations of CAPS users, the working conditions of the professionals (work regulations, workload hours, organizational environment, and qualification), and the influence of these factors on the quality of actions and on the daily work routine. Throughout this research, we had access to the dossier “Ponta Grossa – Saúde Mental”, from Associação de Apoio aos Portadores de Distúrbios de Ordem Mental (attachment B), forwarded to the Department of Public Prosecution of Paraná in March 2014. The dossier requires the compliance with the National Politics of Mental Health, showing that the components of the city's Psychosocial Attention Network (RAPS) are not in accordance with what is legally recommended. Even that the information from the dossier demonstrate the precariousness of the psychosocial attention network in Ponta Grossa, it is relevant to know the contributions that CAPS are carrying out in the lives of the supported population, according to the opinions of workers, users, and their families. This is an exploratory study with qualitative approach, bibliographical research, and documentary research. The following procedures were used for the collection of data: interviews, questionnaires, and observation; a methodological triangulation that assisted the understanding and analysis of our data. The research universe are the three CAPS of Ponta Grossa: CAPSad - alcohol and drugs, CAPSi - children, and CAPS II - mental disorder. As sample, we selected subjects amongst the ones that attend CAPS, their families, and professionals from the assistance teams. Interviews with the Management of Mental Health of Ponta Grossa and with CAPS coordinators have also been carried out. Two questionnaires have been applied to the users, two to their families and one for the workers of the three CAPS. This work is divided in three chapters. The first one explains the research's methodological path, a qualitative, descriptive, exploratory study using triangulation methods, what allowed the contextualization of the subject. In chapter 2, historical aspects on the Brazilian Psychiatric Reform's route are discussed, and the conception of health services network are analyzed, emphasizing the Psychosocial Attention Network and the Psychosocial Attention Centers. The third chapter contextualizes the Psychosocial Attention Centers of Ponta Grossa (for understanding of its administrative reality and diagnosis of the physical and structural conditions of the establishments). It also presents the profile of CAPS's workers and the results of the questionnaires applied to the research subjects.