A POLÍTICA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA/PR E SUA RELAÇÃO COM A RACIONALIDADE AMBIENTAL GLOBALIZADA

The following research subscribes itself to the political debate which has as its The following research subscribes itself to the political debate which has as its themes the environment, the relation between the society and nature, the global socio-environmental challenges, and the overcoming of a...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Tawfeiq, Reshad lattes
Orientador/a: Silva, Lenir Aparecida Mainardes da lattes
Co-advisor: Mandalozzo, Silvana S.n. lattes
Banca: Leandro, Jose Augusto lattes, Hardt, Carlos lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA
Programa: Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais Aplicadas
Department: Sociedade, Direito e Cidadania
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/214
Citação:TAWFEIQ, Reshad. A POLÍTICA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA/PR E SUA RELAÇÃO COM A RACIONALIDADE AMBIENTAL GLOBALIZADA. 2015. 201 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Direito e Cidadania) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA, Ponta Grossa, 2015.
Resumo Português:A presente pesquisa se inscreve no debate político que tem por tema o meio ambiente, a relação sociedade-natureza, os desafios socioambientais globais e a superação de uma contradição histórica entre economia capitalista e equilíbrio da vida humana e dos demais seres bióticos. O histórico dos processos industriais e produtivos, que culminou na globalização neoliberal (há cerca de 40 anos), conduziu o planeta a uma devastação sem precedentes em toda a história da humanidade, período em que, contraditoriamente, mais se falou da natureza e em que o próprio desafio ambiental se colocou como tal. Desta forma, em razão dos trágicos efeitos dos processos históricos e sociais da relação entre sociedade capitalista e natureza - vista como totalidade política, social, econômica e cultural - o presente trabalho tem por objetivo geral apreender na crise contemporânea dos resíduos sólidos no município de Ponta Grossa/PR as mediações existentes entre as grandes e catastróficas tendências ambientais globalizadas e a política municipal de resíduos sólidos, procurando identificar e compreender a forma com a qual esta política local incorpora ou não o discurso da racionalidade global. O núcleo teórico-metodológico desta pesquisa foi construído a partir das proposições da teoria sistema-mundo, desenvolvidas através das contribuições de seus principais adeptos, como o sociólogo estadunidense Immanuel Wallerstein, seu propositor, o economista político italiano Giovanni Arrighi, e os pensadores brasileiros Theotonio dos Santos e Carlos Walter Porto-Gonçalves, que, sem abandonarem a teoria crítica e o método dialético de Marx e suas clássicas categorias como mediação, contradição, totalidade e história, promovem a reconstrução de algumas destas categorias e se apropriam de outras novas para formar o núcleo central de sua abordagem teórica. Para o tratamento e análise dos dados pesquisados utilizou-se o método qualitativo. Como instrumento de pesquisa, utilizou-se a entrevista semi-estruturada dirigida aos gestores responsáveis pela política de resíduos sólidos no município de Ponta Grossa/PR. Este trabalho, portanto, insere-se numa proposta mais ampla dentro do debate ambiental, discutindo as racionalidades subjacentes às relações do homem com a natureza e compreendendo o desafio ambiental não apenas como um desafio econômico e tecnológico, mas, sobretudo, como um desafio ético, social e político.
Resumo inglês:The following research subscribes itself to the political debate which has as its The following research subscribes itself to the political debate which has as its themes the environment, the relation between the society and nature, the global socio-environmental challenges, and the overcoming of a historical contradiction between the capitalist economy and the lives of humans and other beings. The historical of the industrial and productive processes, which culminated with the neoliberal globalization (around forty years ago), lead the planet to an unprecedented level of devastation, a period during which, contradictorily, there was more talk about nature and the environmental challenge. As such, due to the tragic effects of the historical and social processes of the relation between the capitalist society and the environment – seen as a political, social, economic and cultural totality -, the following research has, as a general objective, to apprehend the mediations between the great and catastrophic environmental tendencies and the policy regarding solid waste in the city of Ponta Grossa/PR, given the current crisis regarding such waste in the city. The goal is to identify and comprehend the way in which this local policy does or does not incorporate the discourse for global rationality. The theoreticalmethodological nucleus of this research was built from the propositions of the worldsystems theory, which were developed through contributions of its main adepts, such as the American sociologist Immanuel Wallerstein; its proposer, Italian political economist Giovanni Arrighi; and the Brazilian thinkers Theotonio dos Santos and Carlos Walter Porto-Gonçalves, who, without abandoning the critical theory and the dialectic method of Marx and his classic categories such as mediation, contradiction, totality and history, promote the reconstruction of some of these categories and take up other new ones to form the central nucleus of their theoretical approach. For the treatment and analysis of the researched data, the qualitative method was utilized. As an instrument of research, the semi-structured interview was utilized, directed at the managers responsible for the policy regarding solid waste in the city of Ponta Grossa/PR. This research, however, inserts itself into a wider proposal within the environmental debate, discussing the rationalities that underlie the relations of the human being with nature, and understanding the environmental challenge not just as an economical and technological one, but, above all, as an ethical, social, and political challenge.