HISTÓRIA ORAL E IDENTIDADE CULTURAL: INDÍGENAS NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA (UEPG)

The Vestibular of Paraná Indigenous Peoples existed since 2001, with the creation of the State Law No. 13,134 / 2001. In this study, we stop in the reality of Ponta Grossa State University (UEPG) in Ponta Grossa, bringing 11 reports of indigenous that got in the institution through this selection pr...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Miola, Ana Carolina Moreira lattes
Orientador/a: Antunes, Alfredo Cesar lattes
Banca: Cordova, Maria Julieta Weber lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA
Programa: Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais Aplicadas
Department: Sociedade, Direito e Cidadania
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/258
Citação:MIOLA, Ana Carolina Moreira. HISTÓRIA ORAL E IDENTIDADE CULTURAL: INDÍGENAS NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA (UEPG). 2016. 174 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Direito e Cidadania) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA, Ponta Grossa, 2016.
Resumo Português:O Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná existe desde 2001, com a criação da Lei Estadual Nº 13.134/2001. Neste estudo, nos detemos na realidade da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), na cidade de Ponta Grossa, trazendo 11 relatos de indígenas ingressos na instituição por meio deste processo seletivo. A metodologia utilizada foi a da história oral, que prevê uma valorização do relato oral dos sujeitos, construída a partir de suas memórias e vivências. Neste sentido, mostramos os contextos em que se inserem os indígenas na UEPG, embasados nas teorias dos Estudos Culturais e Identidade Cultural, em especial utilizando Stuart Hall, relacionamos as falas, buscando traços de identidade e como se apresentam nesta conjuntura. Apontamos nas considerações a falta de uma política pública, tendo encontrado iniciativas isoladas que, corroborada pelos relatos, nos mostra esta lacuna. Encontramos um grupo com diferentes visões, com oposição dentro do mesmo. Ter entrado pelo VPIP altera, em alguma medida, a dinâmica dos indígenas no ensino superior, e de modo contundente,apresenta a face de identidade cambiante na sua construção.
Resumo inglês:The Vestibular of Paraná Indigenous Peoples existed since 2001, with the creation of the State Law No. 13,134 / 2001. In this study, we stop in the reality of Ponta Grossa State University (UEPG) in Ponta Grossa, bringing 11 reports of indigenous that got in the institution through this selection process. The methodology used was the oral history, which provides an appreciation of the oral report of the subjects, constructed from your memories and experiences. In this sense, we show the contexts in which indigenous are at UEPG, based on theories of cultural studies and cultural identity, especially using Stuart Hall, we list the lines, looking for traces of identity and how they present themselves at this scene. We point the considerations the lack of a public policy, having found that isolated initiatives, supported by reports, shows this gap. We found a group with different views, with opposition within it. Having entered the VPIP changes to some extent, the dynamics of indigenous higher education, and forcefully presents the changing face identity in its construction.