“A NOSSA ESCOLA, ELA VEM DO CORAÇÃO”: POLÍTICA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO NAS HISTÓRIAS DE VIDA DOS EDUCADORES E EDUCADORAS DA ESCOLA ITINERANTE CAMINHOS DO SABER (ORTIGUEIRA, PR)

This work is resulted of a study made on the Itinerant School in MST’s camps as a public politics of field education in the Paraná State. This public politic was a development from the social fight movements of the field and the new state configurations in Brazil that consider lists of claims in the...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Filipak, Alexandra
Orientador/a: Santos, Andrea de Paula dos lattes
Banca: Ribeiro, Suzana Lopes Salgado lattes, Luiz, Danuta E. Cantóia lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA
Programa: Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais Aplicadas
Department: Sociedade, Direito e Cidadania
Assuntos em Português:
MST
Assuntos em Inglês:
MST
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/288
Citação:FILIPAK, Alexandra. “A NOSSA ESCOLA, ELA VEM DO CORAÇÃO”: POLÍTICA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO NAS HISTÓRIAS DE VIDA DOS EDUCADORES E EDUCADORAS DA ESCOLA ITINERANTE CAMINHOS DO SABER (ORTIGUEIRA, PR). 2009. 296 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Direito e Cidadania) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA, Ponta Grossa, 2009.
Resumo Português:Este trabalho é resultado de um estudo realizado sobre a Escola Itinerante em acampamentos do MST como uma política pública de Educação do Campo no Estado do Paraná. Essa política pública foi um desdobramento a partir da luta dos movimentos sociais do campo e de novas configurações do Estado no Brasil que passa a considerar pautas de reivindicações na perspectiva cultural e de cidadania ampliada, que aparecem no cenário político dos últimos anos. A Escola Itinerante como política pública foi aprovada em dezembro de 2003 pelo Conselho Estadual de Educação do Paraná – (parecer nº 1012/03 de 08/12/2003). Diante disso, esse trabalho pretende olhar para a Escola Itinerante Caminhos do Saber, no acampamento Maila Sabrina, em Ortigueira, PR, a partir da diversidade de ações de seus sujeitos, da complexidade da realidade. O objetivo central é analisar como a política pública de Educação do Campo, a Escola Itinerante é apropriada e ressignificada na realidade social, cultural e política do acampamento pelos dos sujeitos que dela fazem parte. O trabalho de campo se deu no acompanhamento do cotidiano escolar da Escola Itinerante, assim como nas entrevistas de história de vida com educadores, educadoras e pessoas da comunidade acampada envolvidas com a educação. O texto está composto, inicialmente pela apresentação de treze narrativas de histórias de vida, seguido da descrição e análise dos trabalhos de campo e das experiências da interação pesquisadora-comunidade nesse contexto. Após esse início, apresenta-se uma discussão teórica e metodológica numa perspectiva interdisciplinar entre História, Sociologia, Pedagogia, Psicologia e Estudos Culturais quanto às noções de identidades, história oral, subjetividade, cultura, cultura escolar, multiculturalismo além de trabalhar com as revisões sobre Estado, cidadania ampliada, política pública, movimentos sociais, entre outros. No interior dessas discussões, surgem reflexões e diálogos a respeito da complexidade da realidade social, cultural e política da implantação de uma política pública.
Resumo inglês:This work is resulted of a study made on the Itinerant School in MST’s camps as a public politics of field education in the Paraná State. This public politic was a development from the social fight movements of the field and the new state configurations in Brazil that consider lists of claims in the cultural perspective and wide citizenship, which appears in the last years political scenery. The Itinerant School as public politics was approved in December of 2003 by the State Council of Education of the Paraná State (Advisory 1012/03 in 08/12/2003). Considering this the work intends to look to the Itinerant School ‘Caminhos do Saber’, in Maila Sabrina camp, located in Ortigueira, PR, from the diversity of their people actions and the complexity of their reality. The main objective is analyze how the public politics of field education, the Itinerant School, is appropriated and reflects in the social, cultural and political reality by people from it. The field research was made in the itinerant school daily attendance, as well as through interviews based on the teachers and local people life history involved with the education. The text is composed, initially for the presentation of thirteen narratives of life histories, following by the description and analysis of the field works and of the interaction researcher-community's experiences in that context. After that it presents a theoretical and methodological discussion in an interdisciplinary perspective among History, Sociology, Pedagogy, Psychology and Cultural Studies considering the notions of identities, oral history, subjectivity, culture, school culture, multiculturalism besides working with the revisions on of state, wide citizenship, public politics, social movements, among others. Inside those discussions, reflections and dialogues appear regarding the complexity of the social, cultural and political reality of the implantation of the public politics.