Os mandarins amazonenses: as representações da intelectualidade local sobre Zona Franca de Manaus e globalização

This study aims to analyze the representations of Amazonian intelligentsia about the phenomenon of the Manaus Free Zone, Industrial Pole of Manaus today, and globalization. The study takes the MFZ as a fruit of the historicity of capitalism and sees the intelligentsia as a group that promotes the se...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Silva, Ricardo Lima da lattes
Orientador/a: Freitas, Marilene Corrêa da Silva
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal do Amazonas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Sociologia
Department: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3911
Citação:SILVA, Ricardo Lima da. Os mandarins amazonenses: as representações da intelectualidade local sobre Zona Franca de Manaus e globalização. 2014. 101f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014
Resumo Português:Este trabalho tem como objetivo analisar as representações da intelectualidade amazonense a respeito do fenômeno da Zona Franca de Manaus, hoje Polo industrial de Manaus, e sua relação com a globalização. O estudo toma a ZFM enquanto um fruto da historicidade do capitalismo e enxerga os intelectuais enquanto um grupo que propicia a autoconsciência da sociedade, refletindo sobre as questões mais urgentes de seu tempo e que se distingue de outros segmentos sociais pela sua formação acadêmica. Foram escolhidos dez intelectuais provindos de diferentes áreas de atuação: politica, universidade e jornalismo que são, ou foram, envolvidos com o tema da Zona Franca de Manaus. A metodologia foi de caráter qualitativo e consistiu em entrevistas indiretas com o auxilio do gravador e na leitura das obras dos entrevistados. Desta forma, procura-se compreender como os diferentes grupos de intelectuais, compreendidos como um estrato desvinculado, enxergam a ZFM e como o processo de globalização afeta a realidade amazônica. A pesquisa procura mostrar como os processos recentes de globalização e mundialização influenciam as formas de pensar e problematizar a sociedade. As conclusões a que chegou a pesquisa é de que as representações sociais da elite intelectual local são determinadas não apenas por demandas locais e nacionais, mas também por demandas globais.
Resumo inglês:This study aims to analyze the representations of Amazonian intelligentsia about the phenomenon of the Manaus Free Zone, Industrial Pole of Manaus today, and globalization. The study takes the MFZ as a fruit of the historicity of capitalism and sees the intelligentsia as a group that promotes the self-consciousness of society, reflecting on the most pressing issues of his time and is distinguished from other social groups by their academic training. Policy, university and journalism that are, or have been, involved with the theme of the Manaus Free Zone: Ten intellectuals stemmed from different areas were chosen. The methodology was qualitative and consisted of direct interviews with the help of the recorder and reading the works of respondents. Thus, we seek to understand how different groups of intellectuals, understood as a detached layer, sighted the MFZ and how the process of globalization affects the Amazonian reality. The research aims to show how the recent processes of globalization and globalization influence ways of thinking and questioning society. The conclusions reached by the research is that the social representations of the local intellectual elite are determined not only by local and national demands, but also by global demands.