Contribuições das redes sociais para as inovações nas micro e pequenas empresas e desenvolvimento institucional: um caso na indústria de vestuário

A tese centra-se na discussão das redes inter e intra-organizacionais e suas contribuições para as inovações tecnológicas e gerenciais, em primeiro plano, e subsidiariamente para o desenvolvimento institucional e a auto-organização, considerando a formação de redes entre micro e pequenas empresas e...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Basto, Celina Maria Fernandes da Cunha
Orientador/a: Baiardi, Amílcar
Banca: Sicsú, Abraham Benzaquen, Stal, Eva, Silva, Mônica de Aguiar Mac-Allister da, Cruz, Rossine Cerqueira da
Format: Tese
Language:por
Published: Escola de Administração
Programa: Núcleo de Pós-Graduação em Administração - NPGA
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24660
Resumo Português:A tese centra-se na discussão das redes inter e intra-organizacionais e suas contribuições para as inovações tecnológicas e gerenciais, em primeiro plano, e subsidiariamente para o desenvolvimento institucional e a auto-organização, considerando a formação de redes entre micro e pequenas empresas e tomando por objeto empírico a análise do caso de uma rede empresarial, em Salvador, Bahia, que catalisou a origem do APL de Confecções. As questões que orientaram o trabalho foram: i) Como as redes sociais, inter e intra-organizacionais, envolvendo micro e pequenas empresas criam uma ambiência propícia às inovações gerenciais e tecnológicas? ii) A base da teoria de redes é ampla, includente e com possibilidade de aplicação a micro e pequenas empresas? iii) Por que os estudos de rede não têm dado atenção suficiente às pequenas empresas? iv) Por fim, mas não menos importante, como as redes contribuem para o desenvolvimento institucional? Para discutir essas questões foi feita uma pesquisa teórica e outra empírica privilegiando a pesquisa ação com participação observante para a elaboração do estudo de caso. A pesquisa teórica identificou a Social Network Analysis, SNA ou Análise das Redes Sociais, ARS como campo próprio de estudo para o qual autores já sugerem a condição de ciência; por conta disso aprofundou a pesquisa nas origens desse campo e das suas aplicações; a análise das redes utilizou o software UCINET. As principais conclusões são: i) a SNA ou ARS constitui-se base teórica ampla, includente com possibilidade de aplicação a micro e pequenas empresas; apesar disso e das intenções governamentais ou empresariais de constituí-las nem sempre elas se estabelecem ou podem ser identificadas; embora a sociometria, uma das origens da SNA, tenha sido aplicada a pequenos grupos, este trabalho não identificou as razões dos estudos de rede recentes não terem dado atenção suficiente às pequenas empresas; ii) as redes criam uma ambiência própria às inovações gerenciais e tecnológicas através do learning by doing e learning by interacting; iii) as redes contribuem para o desenvolvimento institucional, na medida em que a interação dos atores mudam “regras do jogo” vigentes, permitem a emergência da auto-organização ou criam tendências para essas alterações a longo prazo.