Características teóricas, políticas e epistemológicas da avaliação institucional em uma escola da rede pública estadual de ensino.

Objetivando investigar como é desenvolvida a avaliação institucional na rede pública estadual de ensino foi escolhida para a realização da pesquisa, uma escola de Educação Básica, de médio porte, da cidade de Salvador. Tomando-se como objetivos específicos: a) identificar as características teóricas...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2005
Main Author: Silva, Maria de Lourdes Oliveira Reis da
Orientador/a: Tenório, Robinson Moreira
Format: Dissertação
Language:por
Published: Programa de Pós-Graduação em Educação da UFBA
Assuntos em Portugês:
Online Access:http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10841
Resumo Português:Objetivando investigar como é desenvolvida a avaliação institucional na rede pública estadual de ensino foi escolhida para a realização da pesquisa, uma escola de Educação Básica, de médio porte, da cidade de Salvador. Tomando-se como objetivos específicos: a) identificar as características teóricas, políticas e epistemológicas da avaliação institucional e como se dinamiza esta prática na instituição; b) verificar que importância é dada ao projeto político pedagógico e ao currículo na avaliação institucional nessa Escola; c) identificar que compromissos com a aprendizagem e com o crescimento qualitativo da instituição refletem a avaliação nessa Escola; d) que fundamentação teórica norteia a avaliação da aprendizagem e; e) a que se propõem os educadores ao avaliar os seus alunos. A descrição etnográfica norteou a pesquisa com especial atenção aos etnométodos, forma como os atores institucionais se organizam para avaliar a Escola. A observação e a análise da realidade dessa Escola pelo espelho de suas singularidades contribuiu para o enriquecimento dos resultados. As principais categorias elencadas para a coleta de dados foram: 1) conceitos sobre avaliação educacional, medida e avaliação institucional, envolvendo educadores, educandos e familiares e; 2) organização do processo de tomada de decisões e da implantação de melhorias. Outras categorias emergiram do processo: 3) conceitos de avaliação da aprendizagem e de avaliação processual; 4) relações de poder na avaliação e; 5) Conselho de Classe como instância de julgamento do aluno. As posições que cada um ocupa no contexto da Instituição são fundamentais para o direcionamento dado às elaborações em torno do assunto. Enquanto os administradores estão preocupados com aspectos da avaliação da escola e dos processos educativos nela vivenciados, os professores dirigem a sua atenção ao seu trabalho com os alunos e aos resultados da aprendizagem. Os seus conceitos estão ainda atrelados à visão de avaliação como medida, embora se reportem, em muitas situações, à avaliação processual, à qualidade desse processo, à avaliação de competências e habilidades e à importância da avaliação institucional. O que se percebe, ao tentar fazer uma aproximação dos conceitos dos educadores com a produção teórica em avaliação institucional e a sua prática, é que lhes falta fundamentação e posição política adequadas ao exercício consciente de um processo que os emancipe de velhos padrões. Os alunos expressam expectativas, demonstram que se preocupam com a sua aprendizagem e constroem julgamentos de valor em torno de seus desempenhos. Os pais, inspirados nos papéis exercidos pelos atores institucionais e no funcionamento da Escola, se preocupam com a qualidade do desempenho de cada um, com as possibilidades de diálogo e de parcerias e enfatizam a aprendizagem e o crescimento dos alunos como finalidade essencial da Avaliação na Educação. A Avaliação Institucional nessa escola é ainda um processoem construção, apresenta fragilidades teóricas, epistemológicas e práticas e não há um consenso entre os educadores quanto ao seu conceito e a sua práxis. Recomendou-se como procedimento compatível com as necessidades da instituição e dos educadores, o estudo e a pesquisa em torno da temática e a construção de um programa de Avaliação Institucional nessa Escola.