Utilização de cascalhos de perfuração oriundos das atividades de exploração de petróleo em revestimentos asfálticos de estradas.

Em todo o mundo, as operações das indústrias petrolíferas produzem uma quantidade significativa de resíduo oleoso, que por apresentar em sua composição teor de óleo, metais, sais, fenóis dentre outros, requer cuidados específicos. A utilização dos resíduos oleosos (cascalhos de perfuração) em revest...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: LUCENA, Adriano Elísio de Figueirêdo Lopes. lattes
Orientador/a: FERREIRA, Heber Carlos. lattes, RODRIGUES, John Kennedy Guedes. lattes
Banca: FARIAS, Márcio Muniz de. lattes, ARAÚJO, Gilmar Trindade. lattes, NEVES, Gelmires Araújo. lattes, AMORIM, Luciana Viana. lattes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Campina Grande
Programa: PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PROCESSOS
Department: Centro de Ciências e Tecnologia - CCT
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2378
Citação:LUCENA, Adriano Elísio de Figueirêdo Lopes. Utilização de cascalhos de perfuração oriundos das atividades de exploração de petróleo em revestimentos asfálticos de estradas. 2008. 142 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Processos) – Universidade Federal de Campina Grande, Centro de Ciências e Tecnologia, Campina Grande-PB, 2008.
Resumo Português:Em todo o mundo, as operações das indústrias petrolíferas produzem uma quantidade significativa de resíduo oleoso, que por apresentar em sua composição teor de óleo, metais, sais, fenóis dentre outros, requer cuidados específicos. A utilização dos resíduos oleosos (cascalhos de perfuração) em revestimentos de concretos asfálticos de petróleo é uma alternativa a ser considerada, pois, a sua adoção minimizaria o efeito da migração de alguns componentes tóxicos de sua constituição para o lençol freático e os solos que circunvizinham as estradas, tornando-se assim, uma prática ambientalmente mais adequada que a técnica de “roadspreading”. Com esse objetivo foram selecionados resíduos oleosos provenientes da perfuração de poços de petróleo. O resíduo oleoso 1 (poço:4-SES-149A) e o resíduo oleoso 2 (poço:1-POTI-4-RN). Inicialmente foram realizadas caracterizações físicas, mineralógicas e ambientais dos materiais (determinação da massa específica, análise granulométrica, análise química, ATD, ATG, DRX e espectroscopia por absorção atômica) com o objetivo principal de conhecer suas propriedades essenciais para o desenvolvimento da pesquisa. Em seguida, a partir da análise teórica (revisão da literatura) e dos resultados das caracterizações físicas, mineralógicas e ambientais, foram estabelecidos os procedimentos normatizados para a mistura dos materiais e os critérios de aceitação dos resultados obtidos, realizando-se na seqüência a caracterização mecânica (ensaio de viscosidade, penetração, Marshall, resistência à tração por compressão diametral e Lottman). Por fim, foi construído um trecho experimental com o objetivo de verificar a migração ou não de constituintes tóxicos para o entorno do trecho. Os resultados obtidos indicaram que a utilização do resíduo oleoso 1 (filler) e o resíduo oleoso 2 (agregado miúdo), em revestimentos asfálticos, obedecendo a limites percentuais, é uma alternativa que deve ser considerada, pois o encapsulamento destes resíduos, em revestimentos asfálticos, não possibilita a lixiviação e contaminação dos solos vicinais pelos constituintes nocivos ao meio-ambiente presentes nos resíduos. Representando assim, uma alternativa para a redução do grave problema ambiental causado pela disposição inadequada dos resíduos oleosos.
In the whole world, the operations of the oil industries produce a huge volume of oily residue, which need specific cares due to the presence of oil, metals, salts, phenols and other composites. The alternative utilization of oily residues (perforation gravel) in asphaltic pavements must be considered, once its adoption would minimizes the migration effect of the toxic composites to the groundwater and soils that edges the road making this alternative a more suitable one from the environmental point of view, than the roadspreding one. Aiming this objective, it was selected oily residues from oil drilling wells: the oily residue 1(well:4-SES-149A) and the oily residue 2(well:1-POTI-4-RN). At first, it was realized physical, mineralogic and environmental characterization (specific mass, granulometric analysis, chemic analysis, DTA, TG, XRD and Atomic Absorption Spectroscopy) to discover their mainly properties to the development of this research. Beginning from the bibliographic review and of the results of the referred characterizations, it was possible to establish the normalized proceedings to mix the materials and the acceptance criteria of the achieved results. After these definitions, it was conducted the mechanical characterization essays (viscosity, penetration, Marshall, indirect tensile strength and Lottman). Finally, it was build na experimental pavement aiming to verify the migration of toxic composites to the edges of the pavement. The obtained results indicated that the utilization of the oily residue 1 (filler) and the oily residue 2 (fine aggregate) in asphaltic pavements, obeying to ratio limits is an alternative to be considered, once the encapsulation of these residues doesn’t permit the lixiviation and contamination of the vicinal soils by the harmful composites to the environment. It can be concluded that the utilization of the residues can be considered a viable alternative to the minimization of the great environmental impact caused by the inadequate disposal of the oily residues.