Contribuições de eco-inovações para a sustentabilidade da fruticultura de manga da região submédio São Francisco.

A incorporação de eco-inovações nas atividades produtivas de uma empresa pode favorecer o alcance de benefícios econômicos, ambientais e/ou sociais. Tomando como referência as atividades agrícolas da fruticultura de manga desenvolvida na região Submédio São Francisco, que são realizadas, em grande m...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: FARIAS, Adriana Salete Dantas de. lattes
Orientador/a: CÂNDIDO, Gesinaldo Ataíde. lattes
Banca: LIMA , Paulo César da Silva., SICSÚ , Abraham Benzaquen., FREITAS , Lúcia Santana de., AZEVEDO, Pedro Vieira de.
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Campina Grande
Programa: PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS NATURAIS
Department: Centro de Tecnologia e Recursos Naturais - CTRN
Assuntos em Português:
IDS
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1024
Citação:FARIAS, A. S. D. de. Contribuições de eco-inovações para a sustentabilidade da fruticultura de manga da região submédio São Francisco. 2014. 172 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais) – Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2014.
Resumo Português:A incorporação de eco-inovações nas atividades produtivas de uma empresa pode favorecer o alcance de benefícios econômicos, ambientais e/ou sociais. Tomando como referência as atividades agrícolas da fruticultura de manga desenvolvida na região Submédio São Francisco, que são realizadas, em grande medida, visando atender ao mercado externo, e que por isso necessitam ser realizadas de maneira eficiente e, ao mesmo tempo, devem observar critérios de qualidade para garantir a segurança do alimento e, critérios ambientais, para minimizar o impacto da atividade; considera-se que, a utilização de eco-inovações nas empresas produtoras de manga da região pode contribuir para a sustentabilidade dessa atividade. Nesse sentido, foi objetivo desta pesquisa analisar os benefícios das eco-inovações adotadas nas atividades de fruticultura de manga da região Submédio São Francisco e suas contribuições para a sustentabilidade dessa atividade agrícola. Para suportar as análises relativas, foram utilizados dois constructos: para identificação e tipificação de eco-inovações e de seus benefícios foi utilizada a tipologia de eco-inovações de Könnölä, Carrillo-Hermosilla e Gonzalez (2008); e, para analisar a sustentabilidade da fruticultura de manga da região, foi utilizada a metodologia de cálculo do Índice de Desenvolvimento Sustentável – IDS, de Sepúlveda (2008). A partir da adaptação desses modelos teóricos visando à aplicação nas atividades da fruticultura de manga, foi desenvolvido um instrumento de coleta de dados, tipo formulário semi-estruturado, para orientar as visitas a empresas do setor na região, a fim de coletar informações sobre as variáveis definidas para avaliação da relação entre adoção de eco-inovações e sustentabilidade dessa atividade agrícola. Foram visitadas dez empresas produtoras e exportadoras de manga para coleta de dados primários. De acordo com os parâmetros ou com a escala de ponderação definidos, esses dados foram submetidos a análises qualitativas e/ou quantitativas. Como resultados da aplicação do modelo de eco-inovações na fruticultura de manga da região Submédio São Francisco verificou-se que a quantidade de eco-inovações adotadas pelas empresas da pesquisa é baixa, em relação às possibilidades disponíveis nas cinco dimensões do modelo utilizado. O tipo de benefício das eco-inovações adotadas é predominantemente econômico. O resultado do índice do desenvolvimento sustentável- IDS para a fruticultura de manga na região, de 0,51, caracteriza o estado instável dessa atividade. Assim, verificou-se que há uma relação efetiva entre a presença de eco-inovações e o estado da sustentabilidade da fruticultura de manga na região porque, à medida que poucas eco-inovações foram adotadas, priorizando o alcance de benefícios econômicos, isso se refletiu na avaliação do IDS da atividade, que indicou o estado da fruticultura de manga na região como “instável”, em termos de sustentabilidade.
The incorporation of eco-innovations in the productive activities of a company can enhance the achievement of economic, environmental and social benefits. With reference to productive activities of mango developed in the Submédio São Francisco region, which are held, largely to meet the foreign market, and therefore need to be accomplished efficiently and at the same time must comply with criteria quality to ensure food safety and environmental criteria, to minimize the impact of the activity; it is considered that the use of eco-innovations in mango production companies in the region can contribute to the sustainability of this activity. In this sense, this research objective was to analyze the benefits of eco-innovations adopted in the mango production activities of the Submédio São Francisco region and its contributions to the sustainability of agriculture. To support the analyses in both constructs were used: for identification and characterization of eco-innovations and their benefits we used the typology of eco-innovations by Könnölä, Carrillo-Hermosilla and Gonzalez (2008); and to analyze the sustainability of productive activities of mango in the region, we used the methodology of calculation of Sustainable Development Index – SDI, by Sepúlveda (2008). From the adaptation of theoretical models aimed at implementing the activities of production mango, we developed a data collection instrument, semi-structured type form, to guide the visits to companies in the sector in the region in order to collect information on variables set to assess the relationship between adoption of eco-innovations and sustainability of agriculture. Were visited ten companies exporters of mango to collect primary data. In accordance with the defined parameters or the weight scale, these data were subjected to qualitative and/or quantitative analysis. As an application of the results of the eco-innovation model in production mango in the Submédio São Francisco region, found that the amount of eco-innovations adopted by companies is low in relation to the possibilities available in the five dimensions of the model and, the type of benefits of eco-innovations adopted is predominantly economic. The result of the SDI for productive activities of mango in the region was 0.51, featuring the unstable state of this activity. Thus, it was found that there is an effective relationship between the presence of eco-innovations and the state of sustainability of productive activities of mango in the region because, as few ecoinnovations were adopted, prioritizing the economic benefits, this was reflected in the evaluation of SDI of activity, which indicated the state of the mango production in the region as "unstable", in terms of sustainability.