Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana

O diagnóstico da toxoplasmose baseia-se principalmente, na detecção de anticorpos específicos em soro de pacientes, por meio de ensaios sorológicos. As maiores limitações referem-se à alta prevalência de anticorpos de IgG e IgM persistentes por longos períodos, dificultando o diagnóstico da infecção...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Santos, Priscila Pinto e Silva dos
Orientador/a: Lemos, Elenice Moreira
Banca: Silva, Deise Aparecida de Oliveira, Pereira, Fausto Edmundo Lima
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal do Espírito Santo
Programa: Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas
Department: Mestrado em Doenças Infecciosas
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufes.br/handle/10/5918
id UFES_3638e692d3e17807be927d47a13c99f6
oai_identifier_str oai:repositorio.ufes.br:10/5918
network_acronym_str UFES
network_name_str Repositório Institucional da UFES
spelling 2016-12-23T13:56:04Z2010-06-082016-12-23T13:56:04Z2010-03-05SANTOS, Priscila Pinto e Silva dos. Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2010.http://repositorio.ufes.br/handle/10/5918O diagnóstico da toxoplasmose baseia-se principalmente, na detecção de anticorpos específicos em soro de pacientes, por meio de ensaios sorológicos. As maiores limitações referem-se à alta prevalência de anticorpos de IgG e IgM persistentes por longos períodos, dificultando o diagnóstico da infecção aguda. Portanto, este estudo teve como objetivo avaliar o desempenho da imunofluorescência indireta por citometria de fluxo para a pesquisa de anticorpos anti-taquizoítas fixados (AATF) de T. gondii e avidez de IgG no sorodiagnóstico da toxoplasmose aguda humana. Foram analisadas amostras de pacientes com toxoplasmose aguda (AG), crônica (CR), indivíduos não-infectados (NI) e pacientes portadores de outras doenças. A pesquisa de AATF IgM permitiu segregar os grupos AG e CR utilizando a diluição de soro 1:32.000 e ponto de corte (PC) de 40% de porcentagem de parasitos fluorescentes positivos (PPFP), com sensibilidade de 100% e especificidade de 90%. Na avaliação da reatividade cruzada de IgM foram encontrados resultados falso-positivos, apenas para pacientes portadores de malária e mononucleose infecciosa. Entretanto, a pesquisa de AATF IgG, utilizando PC de 10% PPFP e diluição do soro de 1:32.000 permitiu segregar apenas os grupos AG e NI, com 93,3% de sensibilidade e 100% de especificidade. Quanto à pesquisa de AATF subclasses de IgG, as diluições séricas escolhidas aplicadas no diagnóstico da toxoplasmose aguda, utilizando como controle o grupo NI foram 1:32.000 para IgG1, 1:400 para IgG2, 1:2.000/1:8.000 para IgG3 e 1:400/1:1.600 para IgG4 e PC de 10% PPFP, para todas as subclasses. Entretanto, apenas AATF IgG2 e AATF IgG4 apresentaram 100% de sensibilidade e especificidade. A pesquisa da avidez de IgG quando aplicada na segregação dos grupos AG e CR, apresentou 100% de sensibilidade e especificidade. Utilizando-se a pesquisa de AATF IgM como ensaio inicial, e avidez de IgG como ensaio confirmatório, foi possível estabelecer o diagnóstico da toxoplasmose aguda. Os índices de desempenho demonstraram melhor desempenho da pesquisa de anticorpos IgM anti-T. gondii e avidez de IgG por citometria de fluxo do que pelo sistema VIDAS® TOXO (ELFA Enzyme Linked Fluorescente Assay) no diagnóstico da toxoplasmose aguda. Esses resultados demonstram a aplicabilidade da citometria de fluxo para pesquisa de anticorpos anti-T. gondii, como uma importante ferramenta no diagnóstico da toxoplasmose aguda.The diagnosis of toxoplasmosis is based mainly on the detection of specific antibodies in sera of patients by serological tests. The major limitations of these tests are the high prevalence of IgG and IgM antibodies, which persist for long periods of time, hampering the diagnosis of acute infection. Therefore, the objective of this study was to evaluate the performance of an indirect immunofluorescence assay based on flow cytometry for the detection of the reactivity of anti-fixed tachyzoites antibodies (AFTA) of T. gondii and IgG avidity in the serodiagnosis of human acute toxoplasmosis. Serum samples from patients with acute toxoplasmosis (AC), chronic toxoplasmosis (CHR), non-infected individuals (NI), and patients with other diseases were analyzed. The analysis of AFTA IgM allowed to segregate groups AC and CHR using a serum dilution of 1:32,000 and a percentage of positive fluorescent parasites (PPFP) of 40% as cut off, resulting in 100% and 90% of sensitivity and specificity, respectively. However, the analysis of AFTA IgG using a PPFP of 10% as cut off and a serum dilution of 1:32,000 allowed to segregate only the group AC and NI, with 93,3% of sensitivity and 100% of specificity. The serum dilutions applied on the study of AFTA IgG subclasses in the diagnosis of acute toxoplasmosis using NI as control group were: 1:32,000 for IgG1, 1:400 for IgG2, 1:2,000 and 1:8,000 for IgG3, and 1:400 and 1:1,600 for IgG4. It was used a PPFP of 10% as a cut off for all subclasses. Moreover, only AFTA IgG2 and AFTA IgG4 showed 100% of sensitivity and specificity. The analysis of IgG avidity when to groups AC and CHR, showed 100% of sensitivity and specificity. Using the AFTA IgM as the initial test and IgG avidity as a confirmatory test, it was possible to establish the diagnosis of human acute toxoplasmosis. The evaluation of IgM cross-reactivity demonstrated false-positive results only for patients with malaria and infectious mononucleosis. The detection of IgM anti-T. gondii antibodies and IgG avidity by flow cytometry showed a better performance in comparison to the VIDAS® TOXO (ELFA - Enzyme Linked Fluorescent Assay) in the diagnosis of acute toxoplasmosis. These results demonstrate the applicability of the detection of anti-T. gondii antibodies by flow cytometry and its importance in the diagnosis of human acute toxoplasmosis.Made available in DSpace on 2016-12-23T13:56:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese Mestrado (Priscila dos Santos).pdf: 1949971 bytes, checksum: 5d2bfc6944be7acb2dd8d954eea44bdd (MD5) Previous issue date: 2010-03-05Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível SuperiortextporUniversidade Federal do Espírito SantoPrograma de Pós-Graduação em Doenças InfecciosasUFESBRMestrado em Doenças InfecciosasToxoplasmose aguda humanadiagnóstico sorológicocitometria de fluxoHuman acute toxoplasmosisSerological diagnosisFlow cytometryCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIASAvaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humanainfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/masterThesisLemos, Elenice MoreiraSilva, Deise Aparecida de OliveiraPereira, Fausto Edmundo LimaSantos, Priscila Pinto e Silva dosinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Repositório Institucional da UFESinstname:Universidade Federal do Espírito Santoinstacron:UFESTEXTTese Mestrado (Priscila dos Santos).pdf.txtTese Mestrado (Priscila dos Santos).pdf.txtExtracted texttext/plain194383http://dspace2.ufes.br/jspui/bitstream/10/5918/2/Tese+Mestrado+%28Priscila+dos+Santos%29.pdf.txt861680aa16ceb851364be8e64b7784f9MD52ORIGINALTese Mestrado (Priscila dos Santos).pdfapplication/pdf1949971http://dspace2.ufes.br/jspui/bitstream/10/5918/1/Tese+Mestrado+%28Priscila+dos+Santos%29.pdf5d2bfc6944be7acb2dd8d954eea44bddMD5110/5918oai:dspace2.ufes.br:10/59182018-03-22 14:22:23.383RiUfesufes.bdtd@gmail.com
dc.title.por.fl_str_mv Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
title Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
spellingShingle Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
Santos, Priscila Pinto e Silva dos
Toxoplasmose aguda humana
diagnóstico sorológico
citometria de fluxo
Human acute toxoplasmosis
Serological diagnosis
Flow cytometry
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
title_short Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
title_full Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
title_fullStr Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
title_full_unstemmed Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
title_sort Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana
author Santos, Priscila Pinto e Silva dos
author_facet Santos, Priscila Pinto e Silva dos
author_role author
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Lemos, Elenice Moreira
dc.contributor.referee1.fl_str_mv Silva, Deise Aparecida de Oliveira
dc.contributor.referee2.fl_str_mv Pereira, Fausto Edmundo Lima
dc.contributor.author.fl_str_mv Santos, Priscila Pinto e Silva dos
contributor_str_mv Lemos, Elenice Moreira
Silva, Deise Aparecida de Oliveira
Pereira, Fausto Edmundo Lima
dc.subject.por.fl_str_mv Toxoplasmose aguda humana
diagnóstico sorológico
citometria de fluxo
topic Toxoplasmose aguda humana
diagnóstico sorológico
citometria de fluxo
Human acute toxoplasmosis
Serological diagnosis
Flow cytometry
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
dc.subject.eng.fl_str_mv Human acute toxoplasmosis
Serological diagnosis
Flow cytometry
dc.subject.cnpq.fl_str_mv CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
dc.description.sponsorship.fl_txt_mv Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.description.abstract.por.fl_txt_mv O diagnóstico da toxoplasmose baseia-se principalmente, na detecção de anticorpos específicos em soro de pacientes, por meio de ensaios sorológicos. As maiores limitações referem-se à alta prevalência de anticorpos de IgG e IgM persistentes por longos períodos, dificultando o diagnóstico da infecção aguda. Portanto, este estudo teve como objetivo avaliar o desempenho da imunofluorescência indireta por citometria de fluxo para a pesquisa de anticorpos anti-taquizoítas fixados (AATF) de T. gondii e avidez de IgG no sorodiagnóstico da toxoplasmose aguda humana. Foram analisadas amostras de pacientes com toxoplasmose aguda (AG), crônica (CR), indivíduos não-infectados (NI) e pacientes portadores de outras doenças. A pesquisa de AATF IgM permitiu segregar os grupos AG e CR utilizando a diluição de soro 1:32.000 e ponto de corte (PC) de 40% de porcentagem de parasitos fluorescentes positivos (PPFP), com sensibilidade de 100% e especificidade de 90%. Na avaliação da reatividade cruzada de IgM foram encontrados resultados falso-positivos, apenas para pacientes portadores de malária e mononucleose infecciosa. Entretanto, a pesquisa de AATF IgG, utilizando PC de 10% PPFP e diluição do soro de 1:32.000 permitiu segregar apenas os grupos AG e NI, com 93,3% de sensibilidade e 100% de especificidade. Quanto à pesquisa de AATF subclasses de IgG, as diluições séricas escolhidas aplicadas no diagnóstico da toxoplasmose aguda, utilizando como controle o grupo NI foram 1:32.000 para IgG1, 1:400 para IgG2, 1:2.000/1:8.000 para IgG3 e 1:400/1:1.600 para IgG4 e PC de 10% PPFP, para todas as subclasses. Entretanto, apenas AATF IgG2 e AATF IgG4 apresentaram 100% de sensibilidade e especificidade. A pesquisa da avidez de IgG quando aplicada na segregação dos grupos AG e CR, apresentou 100% de sensibilidade e especificidade. Utilizando-se a pesquisa de AATF IgM como ensaio inicial, e avidez de IgG como ensaio confirmatório, foi possível estabelecer o diagnóstico da toxoplasmose aguda. Os índices de desempenho demonstraram melhor desempenho da pesquisa de anticorpos IgM anti-T. gondii e avidez de IgG por citometria de fluxo do que pelo sistema VIDAS® TOXO (ELFA Enzyme Linked Fluorescente Assay) no diagnóstico da toxoplasmose aguda. Esses resultados demonstram a aplicabilidade da citometria de fluxo para pesquisa de anticorpos anti-T. gondii, como uma importante ferramenta no diagnóstico da toxoplasmose aguda.
dc.description.abstract.eng.fl_txt_mv The diagnosis of toxoplasmosis is based mainly on the detection of specific antibodies in sera of patients by serological tests. The major limitations of these tests are the high prevalence of IgG and IgM antibodies, which persist for long periods of time, hampering the diagnosis of acute infection. Therefore, the objective of this study was to evaluate the performance of an indirect immunofluorescence assay based on flow cytometry for the detection of the reactivity of anti-fixed tachyzoites antibodies (AFTA) of T. gondii and IgG avidity in the serodiagnosis of human acute toxoplasmosis. Serum samples from patients with acute toxoplasmosis (AC), chronic toxoplasmosis (CHR), non-infected individuals (NI), and patients with other diseases were analyzed. The analysis of AFTA IgM allowed to segregate groups AC and CHR using a serum dilution of 1:32,000 and a percentage of positive fluorescent parasites (PPFP) of 40% as cut off, resulting in 100% and 90% of sensitivity and specificity, respectively. However, the analysis of AFTA IgG using a PPFP of 10% as cut off and a serum dilution of 1:32,000 allowed to segregate only the group AC and NI, with 93,3% of sensitivity and 100% of specificity. The serum dilutions applied on the study of AFTA IgG subclasses in the diagnosis of acute toxoplasmosis using NI as control group were: 1:32,000 for IgG1, 1:400 for IgG2, 1:2,000 and 1:8,000 for IgG3, and 1:400 and 1:1,600 for IgG4. It was used a PPFP of 10% as a cut off for all subclasses. Moreover, only AFTA IgG2 and AFTA IgG4 showed 100% of sensitivity and specificity. The analysis of IgG avidity when to groups AC and CHR, showed 100% of sensitivity and specificity. Using the AFTA IgM as the initial test and IgG avidity as a confirmatory test, it was possible to establish the diagnosis of human acute toxoplasmosis. The evaluation of IgM cross-reactivity demonstrated false-positive results only for patients with malaria and infectious mononucleosis. The detection of IgM anti-T. gondii antibodies and IgG avidity by flow cytometry showed a better performance in comparison to the VIDAS® TOXO (ELFA - Enzyme Linked Fluorescent Assay) in the diagnosis of acute toxoplasmosis. These results demonstrate the applicability of the detection of anti-T. gondii antibodies by flow cytometry and its importance in the diagnosis of human acute toxoplasmosis.
description O diagnóstico da toxoplasmose baseia-se principalmente, na detecção de anticorpos específicos em soro de pacientes, por meio de ensaios sorológicos. As maiores limitações referem-se à alta prevalência de anticorpos de IgG e IgM persistentes por longos períodos, dificultando o diagnóstico da infecção aguda. Portanto, este estudo teve como objetivo avaliar o desempenho da imunofluorescência indireta por citometria de fluxo para a pesquisa de anticorpos anti-taquizoítas fixados (AATF) de T. gondii e avidez de IgG no sorodiagnóstico da toxoplasmose aguda humana. Foram analisadas amostras de pacientes com toxoplasmose aguda (AG), crônica (CR), indivíduos não-infectados (NI) e pacientes portadores de outras doenças. A pesquisa de AATF IgM permitiu segregar os grupos AG e CR utilizando a diluição de soro 1:32.000 e ponto de corte (PC) de 40% de porcentagem de parasitos fluorescentes positivos (PPFP), com sensibilidade de 100% e especificidade de 90%. Na avaliação da reatividade cruzada de IgM foram encontrados resultados falso-positivos, apenas para pacientes portadores de malária e mononucleose infecciosa. Entretanto, a pesquisa de AATF IgG, utilizando PC de 10% PPFP e diluição do soro de 1:32.000 permitiu segregar apenas os grupos AG e NI, com 93,3% de sensibilidade e 100% de especificidade. Quanto à pesquisa de AATF subclasses de IgG, as diluições séricas escolhidas aplicadas no diagnóstico da toxoplasmose aguda, utilizando como controle o grupo NI foram 1:32.000 para IgG1, 1:400 para IgG2, 1:2.000/1:8.000 para IgG3 e 1:400/1:1.600 para IgG4 e PC de 10% PPFP, para todas as subclasses. Entretanto, apenas AATF IgG2 e AATF IgG4 apresentaram 100% de sensibilidade e especificidade. A pesquisa da avidez de IgG quando aplicada na segregação dos grupos AG e CR, apresentou 100% de sensibilidade e especificidade. Utilizando-se a pesquisa de AATF IgM como ensaio inicial, e avidez de IgG como ensaio confirmatório, foi possível estabelecer o diagnóstico da toxoplasmose aguda. Os índices de desempenho demonstraram melhor desempenho da pesquisa de anticorpos IgM anti-T. gondii e avidez de IgG por citometria de fluxo do que pelo sistema VIDAS® TOXO (ELFA Enzyme Linked Fluorescente Assay) no diagnóstico da toxoplasmose aguda. Esses resultados demonstram a aplicabilidade da citometria de fluxo para pesquisa de anticorpos anti-T. gondii, como uma importante ferramenta no diagnóstico da toxoplasmose aguda.
publishDate 2010
dc.date.available.fl_str_mv 2010-06-08
2016-12-23T13:56:04Z
dc.date.issued.fl_str_mv 2010-03-05
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2016-12-23T13:56:04Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/masterThesis
status_str publishedVersion
format masterThesis
dc.identifier.citation.fl_str_mv SANTOS, Priscila Pinto e Silva dos. Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2010.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://repositorio.ufes.br/handle/10/5918
identifier_str_mv SANTOS, Priscila Pinto e Silva dos. Avaliação do desempenho da pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma por citometria de fluxo no diagnóstico da toxoplasmose aguda humana. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2010.
url http://repositorio.ufes.br/handle/10/5918
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv text
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal do Espírito Santo
dc.publisher.program.fl_str_mv Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas
dc.publisher.initials.fl_str_mv UFES
dc.publisher.country.fl_str_mv BR
dc.publisher.department.fl_str_mv Mestrado em Doenças Infecciosas
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal do Espírito Santo
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFES
instname:Universidade Federal do Espírito Santo
instacron:UFES
reponame_str Repositório Institucional da UFES
collection Repositório Institucional da UFES
instname_str Universidade Federal do Espírito Santo
instacron_str UFES
institution UFES
bitstream.url.fl_str_mv http://dspace2.ufes.br/jspui/bitstream/10/5918/2/Tese+Mestrado+%28Priscila+dos+Santos%29.pdf.txt
http://dspace2.ufes.br/jspui/bitstream/10/5918/1/Tese+Mestrado+%28Priscila+dos+Santos%29.pdf
bitstream.checksum.fl_str_mv 861680aa16ceb851364be8e64b7784f9
5d2bfc6944be7acb2dd8d954eea44bdd
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv RiUfes
repository.mail.fl_str_mv ufes.bdtd@gmail.com
_version_ 1642219886415446016
score 12.8701