A filosofia e a trajetória de Álvaro Vieira Pinto no Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB): 1956 - 1964

This paper analyses the work of Brazilian philosopher Álvaro Vieira Pinto produced at the Higher Institute for Brazilian Studies (ISEB), consisting of a historiographic document representative of the political scenario spanning from 1956 to 1964. This paper highlights: a) Pinto’s political project a...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Campos, Diego de Moraes lattes
Orientador/a: Pinto, João Alberto da Costa lattes
Banca: Pinto, João Alberto da Costa, Cunha, Paulo Ribeiro, Maciel, David
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Goiás
Programa: Programa de Pós-graduação em Historia (FH)
Department: Faculdade de História - FH (RG)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/3000
Citação:Campos, Diego de Moraes - A filosofia e a trajetória de Álvaro Vieira Pinto no Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB): 1956 - 1964 - 2011 - 187 f.- Dissertação - Programa de Pós-graduação em Historia (FH) - Universidade Federal de Goiás - Goiânia - Goiás - Brasil.
Resumo Português:Neste trabalho vamos indagar sobre a obra do filósofo brasileiro Álvaro Vieira Pinto, produzida no ISEB (Instituto Superior de Estudos Brasileiros), como um documento historiográfico representativo da conjuntura política definida no recorte temporal entre 1956 a 1964, destacando: a) seu projeto político, “nacionalismo terceiro-mundista”, ou seja, sua perspectiva política internacionalista, como uma particularidade que o diferencia entre outros nacionalistas; b) seu “historicismo” epistemológico como uma característica que o torna um objeto de pesquisa que traz importantes contribuições para a reflexão historiográfica atual e c) seu engajamento político, como intérprete e personagem histórico das lutas sociais da conjuntura anterior ao Golpe Militar de 1964, em que atuou, enquanto intelectual democrata. Assim, trabalho, enquanto historiador, que, ao analisar um filósofo, busca apresentar a historicidade de seus conceitos, a sua trajetória institucional e o cenário no qual o autor estudado pôde se destacar por sua intervenção filosófica.
Resumo inglês:This paper analyses the work of Brazilian philosopher Álvaro Vieira Pinto produced at the Higher Institute for Brazilian Studies (ISEB), consisting of a historiographic document representative of the political scenario spanning from 1956 to 1964. This paper highlights: a) Pinto’s political project as “Third World nationalism” i.e. his international political perspective which distinguishes him from other nationalists; b) his epistemological “historicism” as a trait that makes his work an important object of research for current historiographic debates and c) his political engagement as both interpreter and historical character of the social struggles that occurred prior to Brazil’s 1964 military coup, in which he took part as a democratic intellectual. As a historian analysing a philosopher’s body of work, I seek to present the historicity of his concepts, his institutional trajectory and the panorama in which he played a leading role through his philosophical intervention.