O cenário agrícola goiano: a dicotomia agronegócio x agricultura familiar

The image of agribusiness is closely linked to the idea of progress, surplus production, and income generation. However, the other side of this model of agricultural production highlights the environmental and social impacts caused by the overexploitation of agriculture in the capitalist molds, lead...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Cruz, Renata Medeiros da lattes
Orientador/a: Machado, Vilma de Fátima lattes
Banca: Machado, Vilma de Fátima, Rocha , Eduardo Gonçalves, Grisa, Cátia
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Goiás
Programa: Programa de Pós-graduação em Direito Agrário (FD)
Department: Faculdade de Direito - FD (RG)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7923
Citação:CRUZ, Renata Medeiros da. O cenário agrícola goiano: a dicotomia agronegócio x agricultura familiar. 2017. 175 f. Dissertação (Mestrado em Direito Agrário) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Resumo Português:The image of agribusiness is closely linked to the idea of progress, surplus production, and income generation. However, the other side of this model of agricultural production highlights the environmental and social impacts caused by the overexploitation of agriculture in the capitalist molds, leading to violations of basic fundamental rights, such as the right to life, a balanced environment and adequate food. On the contrary, family farming, an agricultural model considered inferior, obsolete and obsolete in relation to the use of technologies, although it is fundamental in the production of foodstuffs, is increasingly losing space for monocultures aimed at producing commodities. Of causing social and rural imbalances, affects the production of food for human consumption. The present study focuses on the role played by family agriculture in the Brazilian rural and economic development and in the promotion of food security, seeking to show that agribusiness expansion, besides aggravating environmental and social issues, contributes to aggravate the problem of Hunger, as well as to raise food insecurity rates in Goiás. For this, the methodology of this work is based on bibliographical review as well as data analysis / comparison.
A imagem do agronegócio está intimamente ligada à ideia de progresso, excedente de produção e geração de renda. Entretanto, a outra face deste modelo de produção agrícola evidencia os impactos ambientais e sociais acarretados pela superexploração da agricultura nos moldes capitalistas, ocasionando violações aos direitos fundamentais básicos, tais como o direito à vida, ao meio ambiente equilibrado e à alimentação adequada. A contrário senso, a agricultura familiar, modelo agrícola considerado inferior, ultrapassado e obsoleto em relação ao uso de tecnologias, embora seja fundamental na produção de gêneros alimentícios, está cada dia mais perdendo espaço para as monoculturas voltadas para produção de commodities, fato que além de causar desequilíbrios sociais e no âmbito rural, atinge à produção de alimentos voltados para consumo humano. O presente estudo foca sua atenção, então, no papel desempenhado pela agricultura familiar no desenvolvimento rural e econômico brasileiro e na promoção da segurança alimentar, buscando evidenciar que a expansão do agronegócio, além de agravar questões ambientais e sociais, contribui para agravar a problemática da fome, bem como para a elevação dos índices de insegurança alimentar em Goiás. Para tanto, a metodologia deste trabalho se baseia na revisão bibliográfica, bem como na análise/comparação de dados.