Michel Foucault e os mestres do dizer verdadeiro

The present thesis was developed under the stream dealing with Fundaments of Educational Processes within a study field between Philosophy and Education, and is the result of theoretic research that, adopting the work of Michel Foucault as a basis, recognizes, as did said author, the relationship be...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Bergamo, Thelma Maria de Moura lattes
Orientador/a: Coelho, Ildeu Moreira lattes
Co-orientador/a: Ternes, José lattes
Banca: Coelho, Ildeu Moreira, Ternes, José, Kraemer, Celso, Salomon, Marlon Jeison, Furtado, Rita Márcia Magalhães
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Goiás
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação (FE)
Department: Faculdade de Educação - FE (RG)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5325
Citação:MOURA BERGAMO, T. M. Michel Foucault e os mestres do dizer verdadeiro. 2015. 168 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Resumo Português:Esta tese, da Linha de Pesquisa Fundamentos dos Processos Educativos, no campo de estudos entre a Filosofia e a Educação, é o resultado de uma pesquisa teórica que adotou como referencial a obra de Michel Foucault e reconhece, no pensamento desse autor, a relação sujeito e verdade no como um eixo articulador entre os seus diversos campos de estudo. Estrutura-se sobre os três eixos de pesquisa em que convencionalmente se divide o trabalho do filósofo - arqueologia, genealogia e ética - e assume a centralidade do conceito de experiência como problema de investigação e a importância da compreensão dos espaços de subjetivação constituídos historicamente em correlação entre os domínios do saber, tipos de normatividade e formas de subjetividade, com o objetivo de pensar a figura do mestre e as exigências que sobre ele recaem na Modernidade. Partindo de uma reflexão arqueológica, analisa as transformações epistemológicas ocorridas entre a Idade Clássica e a Modernidade, para estabelecer a forma como as relações entre saber e poder produzem experiências subjetivadoras. Os campos da literatura, das políticas discursivas, da produção de verdades sobre o sujeito e da parrhesía são analisados para, recorrendo à estratégia utilizada pelo próprio Foucault, compreender a Modernidade a partir daquilo que não nos é mais possível pensar ou ser. Admitida a impossibilidade do estabelecimento de uma relação de mestria na forma como se constituiu a relação entre mestre e discípulo na Antiguidade greco-romana, elaborada sobre as bases de uma convergência efetiva entre o pensar, o falar e o fazer do mestre, as possibilidades criação de uma experiência de mestria comprometida com a ética e estética da existência, nos dias de hoje, são pensadas a partir do conceito de intelectual específico, um sujeito capaz de mobilizar saberes para agir localmente promovendo experiências (des)subjetivantes para si e para aqueles com os quais compartilha a existência.
Resumo inglês:The present thesis was developed under the stream dealing with Fundaments of Educational Processes within a study field between Philosophy and Education, and is the result of theoretic research that, adopting the work of Michel Foucault as a basis, recognizes, as did said author, the relationship between subject and truth as an articulate axis between the aforementioned study fields. The study was structured upon three research axes that conventionally comprise philosophical work – archaeology, geneaology and ethics – assuming the centrality of the experience concept as an investigation problem, added to the importance of understanding the subjectivation spaces that historically constitute the correlation between the domains of knowledge, normativity types and subjectivity forms. The objective was to reason upon today's figure of the master and the demands put upon this person in the context of Modernity. Departing from an archaeologic reflection analysing episthemologic transformations between the Classic era and Modernity, it strives to establish the way in which the relationships between knowledge and power produce subjectivation experiences. Fields such as literature, political speech, manufacture of thruths regarding the subject and parrhesia are analysed in order to understand Modernity from what we are no longer able to think or to be, recurring to the strategy used by Foucault himself. The impossibilty to establish a mastery relationship as was constituted in Greek-Roman antiquity with basis on efffective convergency between the master's thought, speech and actions is admitted. Therefore, the possibility to create a mastery experience that takes into account both ethics and aesthetics of existence, nowadays, appears to be based upon the specific intellectual concept as a subject capable to mobilize knowledge to act locally, promoting (un)subjectivity experiences for himself and for others that share his existence.