Tecnologias verdes como mecanismo de socialização do desenvolvimento agrícola

This dissertation aims to analyze Green Technologies - also known as Environmentally Sustainable Technologies - as an instrument for socializing agricultural development and combating climate change. The initial goal is to demonstrate the benefits and opportunities that this type of technology can b...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Gomes, Rodrigo Cabral
Orientador/a: Santos, Nivaldo dos lattes
Banca: Santos, Nivaldo dos, Santos, Pedro Sergio dos, Arbués, Margareth Pereira
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Goiás
Programa: Programa de Pós-graduação em Direito Agrário (FD)
Department: Faculdade de Direito - FD (RG)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9443
Citação:GOMES, Rodrigo Cabral. Tecnologias verdes como mecanismo de socialização do desenvolvimento agrícola. 2016. 143 f. Dissertação (Mestrado em Direito Agrário) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Resumo Português:A presente dissertação tem como objetivo de análise as Tecnologias Verdes - também conhecida como Tecnologias Ambientalmente Sustentáveis - como instrumento de socialização do desenvolvimento agrícola e no combate às mudanças climáticas. O objetivo inicial é demonstrar os benefícios e oportunidades que este tipo de tecnologia pode trazer à sociedade em geral. Destarte, a pesquisa identificou outros fatores que afetam direta ou indiretamente a adoção das tecnologias verdes em grande escala, pelo acometimento do sistema econômico dominante, que se utiliza predominantemente de tecnologias que degradam o meio ambiente e aumentam as desigualdades sociais. Sendo assim, a pesquisa procurou primeiramente evidenciar a construção do discurso hegemônico do desenvolvimento, que monopoliza o termo pelo primado do crescimento econômico em detrimento dos aspectos sociais, ambientais e culturais. Como resultado, a pesquisa identificou que as tecnologias verdes podem amenizar as contradições entre o Capital e a Natureza, pois estimula o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis através de um processo mais célere no patenteamento dessas tecnologias, o que contribui para o desenvolvimento agrícola permitindo que o produtor não industrializado participe do sistema de maneira mais democrática. Apesar dos resultados positivos, a pesquisa verificou que, para que ocorra uma mudança de paradigma tecnológico, necessário repensar os valores que direcionam o sistema econômico no mundo.
Resumo inglês:This dissertation aims to analyze Green Technologies - also known as Environmentally Sustainable Technologies - as an instrument for socializing agricultural development and combating climate change. The initial goal is to demonstrate the benefits and opportunities that this type of technology can bring to society in general. Thus, the research identified other factors that directly or indirectly affect the adoption of large-scale green technologies by the dominant economic system, which is predominantly used for technologies that degrade the environment and increase social inequalities. Thus, the research sought first to highlight the construction of the hegemonic discourse of development, which monopolizes the term by the primacy of economic growth to the detriment of social, environmental and cultural aspects. As a result, the research identified that green technologies can soften the contradictions between Capital and Nature, as it stimulates the development of sustainable technologies through a faster process in the patenting of these technologies, which contributes to the agricultural development allowing the producer Non-industrialized countries participates in the system in a more democratic way. Despite the positive results, the research verified that, in order for a technological paradigm shift, it is necessary to rethink the values that guide the economic system in the world.