Dispersão como estratégia de sobrevivência

Biological populations are subject to catastrophes that can cause their extinction. When there are survivors, these look for ways to restart a new colony. One of the strategies adopted by some individuals is dispersion. In this work three models of colonies presented by Artalego et. al. [1], Machado...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2019
Main Author: Caires, Nielson Honório lattes
Orientador/a: Vargas Júnior, Valdivino lattes
Banca: Vargas Junior, Valdivino, Silva, Edcarlos Domingos da, Vargas, Tiago Moreira, Roldán Correa, Alejandro
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Goiás
Programa: Programa de Pós-graduação em Matemática (IME)
Department: Instituto de Matemática e Estatística - IME (RG)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9622
Citação:CAIRES, N. H. Dispersão como estratégia de sobrevivência. 2019. 89 f. Dissertação (Mestrado em Matemática) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Resumo Português:Populações biológicas estão sujeitas a catástrofes que podem causar sua extinção. Quando há sobreviventes, estes procuram maneiras para reiniciar uma nova colônia. Uma das estratégias adotadas por alguns indivíduos é a dispersão. Neste trabalho serão analisados três modelos de colônias apresentados por Artalego et. al. [1], Machado et. al [23] e Schinazi [9] para verificar em quais situações a dispersão é uma boa estratégia de sobrevivência. As catástrofes seguem o modelo binomial ou geométrica e a população cresce seguindo um processo de Poisson com taxa λ > 0, até o momento do colapso.
Resumo inglês:Biological populations are subject to catastrophes that can cause their extinction. When there are survivors, these look for ways to restart a new colony. One of the strategies adopted by some individuals is dispersion. In this work three models of colonies presented by Artalego et. al. [1], Machado et. al [23] and Schinazi [9] will be analyzed to verify in which situations the dispersion is a good strategy of survival. The catastrophes follow the binomial or geometric model and the population grows following a poisson process with rate λ > 0, until the moment of collapse.