O artigo científico como mercadoria acadêmica

This research study is based on the premise that the research article has become one of the most privileged means of constructing and communicating the knowledge produced in universities, and even the only yardstick for measuring intellectual and scientific work in various fields of expertise. Thus,...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Castro, Maria das Graças Monteiro lattes
Orientador/a: Miranda, Marília Gouveia de lattes
Banca: Resende, Anita Cristina Azevedo, Santos, Rogério Santana dos, Tiballi, Elianda Figueiredo Arantes, Dourado, Luiz Fernandes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Goiás
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação (FE)
Department: Faculdade de Educação - FE (RG)
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9019
Citação:CASTRO, Maria das Graças Monteiro. O artigo científico como mercadoria acadêmica. 2018. 109 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Resumo Português:Esta pesquisa de doutorado, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Educação, na linha de pesquisa Fundamentos dos Processos Educativos. Ao identificar o artigo científico como um dos meios mais privilegiados da construção e comunicação do conhecimento produzido na universidade, o presente trabalho tem como objetivo compreender como a atividade científica passa a ser organizada e direcionada com base em classificações que se focam em resultados e produtos, influenciada por um modelo produtivista. A partir dessa premissa, o trabalho buscou situar no processo de produção e publicização do conhecimento, o papel do artigo científico como um dos meios mais privilegiados nos processos de avaliação do trabalho docente e discutir: quais foram as determinações constitutivas da centralidade do artigo científico, como produto mais valorado, na universidade pública brasileira e como ele se torna uma mercadoria acadêmica, que implicará nas condições do trabalho e carreira docentes. Trata-se de um estudo teórico com base na análise do trabalho produtivo na perspectiva marxista e em parte documental, a partir das análise de documentos oficiais do Mec e da Capes que estruturaram as alterações nos processos avaliativos do trabalho docente, a partir de 1995. Esse estudo busca apontar para um construto que permita discutir e entender as mudanças sócio históricas no meio universitário que levaram à tendência do artigo científico se transformar em mercadoria nos processos de avaliação acadêmicos. A pesquisa se pauta pela compreensão da concepção neoliberalista no contexto da globalização, que impulsionou mudanças econômicas, no Estado brasileiro, a partir da década de 1990. Essas mudanças impõem uma lógica produtivista como forma de regular a reorganização mundial da economia e do trabalho. Com isso, a produtividade no processo de trabalho é o ponto central dessa forma de acumulação do capital, que altera as condições gerais de produção e do mundo do trabalho. Dessa forma, a implementação da política neoliberal no Estado brasileiro, nesse período, promove profundas alterações na universidade brasileira e reconfigurando o trabalho acadêmico. Na discussão sobre a universidade no mundo neoliberal, fica claro tanto o processo de neoliberalização na universidade pública quanto as significativas alterações operadas no trabalho docente, tendo por fundamento a análise do trabalho produtivo, sob a perspectiva marxista. Essa discussão abrange tópicos como a natureza do trabalho acadêmico e o produtivismo nele materializado. Assim, caracteriza-se o protagonismo do artigo científico na produção científica no Brasil e o processo de homogeneização de formas e valores com base na metrificação da avaliação da produtividade. Nesses meandros, questionam-se as concepções de avaliação que orientam as intervenções políticas contemporâneas, a atuação da Capes na implantação de uma política de avaliação como instrumento de controle e regulação, e o artigo científico como forma de mercadoria acadêmica.
Resumo inglês:This research study is based on the premise that the research article has become one of the most privileged means of constructing and communicating the knowledge produced in universities, and even the only yardstick for measuring intellectual and scientific work in various fields of expertise. Thus, it aims to address the political, economic, and cultural determinations underlying the centrality of the research article as the most valued product of the Brazilian public university; its implications for scholars’ working conditions; the effects of research and intellectual production for the academic career. This study is grounded on the neoliberal paradigm within the context of globalisation, a paradigm which has determined economic changes in Brazil since the 1990s and imposed a productivist logic as a way to regulate global reorganisation of the economy and of labour. Work productivity is viewed as central to this form of capital accumulation, transforming the general conditions of production and of labour. The implementation of a neoliberal policy in Brazil in the last two decades has promoted a higher education reform and a new configuration of public universities. Discussing the role of universities in a neoliberal world from a Marxist perspective reveals, therefore, the process of neoliberalisation in public universities and the significant changes brought about to the work of scholars. By addressing the nature of academic work and its productivist logic, this study examines the leading role of the research article within Brazilian scientific production and the homogenisation of forms and values assigned by the metrication of productivity assessment. It offers a discussion of assessment notions guiding current political interventions, the role of the Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) in implementing an assessment policy that acts as an instrument of control and regulation, and the research article as a form of academic merchandise.