O que é comer na escola? Da escola à política: uma análise do Programa Nacional de Alimentação Escolar

Este trabalho tem como objetivo analisar a política de alimentação escolar no Brasil e em Portugal a partir da reflexão a respeito do texto político adotado em cada país, bem como da apreensão de como essas políticas de alimentação acontecem nas escolas. O objetivo se desdobra em três questões princ...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Ribeiro, Helena Cardoso lattes
Orientador/a: Dutra, Rogéria Campos de Almeida lattes
Banca: Bueno, Maria Lúcia lattes, Pinheiro, Amanda Chaves lattes, Fonseca, Alexandre Brasil Carvalho de lattes, Sanabria, Guillermo Vega lattes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais
Department: ICH – Instituto de Ciências Humanas
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/6114
Resumo Português:Este trabalho tem como objetivo analisar a política de alimentação escolar no Brasil e em Portugal a partir da reflexão a respeito do texto político adotado em cada país, bem como da apreensão de como essas políticas de alimentação acontecem nas escolas. O objetivo se desdobra em três questões principais: (i) qual (is) perspectiva(s) emerge(m) a partir de contextos escolares específicos; (ii) o que é comer institucionalmente; e (iii) quais interpretações podem emergir a partir da análise das políticas de alimentação escolar. Para o desenvolvimento do estudo, realizou-se levantamento bibliográfico exploratório acerca da produção científica brasileira quanto ao tema da alimentação/merenda escolar, juntamente com a revisão de literatura no campo das ciências sociais que pudesse contribuir para pensar (a) na escola como uma instituição onde se realiza a alimentação e (b) na política pública como mecanismo de intervenção a esse respeito. Ademais, foi realizada pesquisa de campo em duas escolas do município de Juiz de Fora-Brasil, complementada por dados de duas escolas de Lisboa-Portugal. Tais dados foram levantados pela pesquisa “Entre a Escola e a Família: conhecimentos e práticas alimentares das crianças em idade escolar” que foi financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (PTDC/CS-SOC/111214/2009) e realizada no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, sob a responsabilidade da Professora Mónica Truninger. Com o desenvolvimento desse estudo, fundamentado na perspectiva da escola como instituição, identificou-se que a padronização alimentar nesses estabelecimentos se concretiza por dois caminhos. Um, delineado pelas exigências colocadas nas políticas de alimentação escolar que têm como base a noção de Segurança Alimentar e Nutricional a partir de uma lógica do risco. O outro, traçado nas práticas alimentares cotidianas por meio das escolhas realizadas pelas merendeiras de acordo com os alimentos disponíveis e as preferências dos alunos. Assim, temos, na complementariedade do poder-saber legitimado na política e do poder-saber da merendeira, uma cultura alimentar institucional da escola que dá origem às realidades vividas em cada estabelecimento.
This study aims to analyze the school food policy in Brazil and in Portugal from the reflection about political text adopted in each country as well as the apprehension of how food policies happen in schools. The point unfolds on three main issues: what is eat institutionally; which interpretations can emerge from the analysis of school food policies; which perspective emerge from specific school contexts. For the development of the study was exploratory bibliographical on the Brazilian scientific production on the subject of food/snacks, as well as the review of the literature in the field of social sciences could contribute to thinking (a) the school as an institution where food and (b) the public policy intervention mechanism in this regard. In addition, field research was conducted in two schools in the municipality of Juiz de Fora-Brazil, supplemented by data from two schools of Lisbon-Portugal raised by research "Between the school and the family: children´s food knowledge and eating practices" funded by the Foundation for Science and Technology (PTDC/CSSOC/ 111214/2009), held at the Institute of Social Sciences of the University of Lisbon under the responsibility of the Professor Monica Truninger. With the development of this study, based on the perspective of the school as an institution, has identified that the food in these establishments come true standardization by two paths. A, outlined by the demands placed on the school food policies that are based on the notion of Food and Nutritional Security from a logic of risk. The other, tracking food everyday practices by means of the choices made by the school in accordance with the food available and the students ' preferences. So, we have in the complementarity of power-know politics and power legitimated-know the lunch box an "institutional food culture school" which gives rise to the realities lived in each establishment.