Síntese, caracterização e avaliação biológica de complexos de vanádio e de ouro com bases de Schiff e benzimidazóis

Certos íons metálicos bem como seus complexos estão presentes em sistemas biológicos exercendo importantes funções biológicas. No entanto, a utilização dos íons metálicos e de seus compostos, no início, era de modo empírico. A investigação sistemática científica de complexos parece ter vindo somente...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Mota, Vinicius Zamprogno lattes
Orientador/a: Cuin, Alexandre lattes
Banca: Diniz, Renata lattes, Camargo, Maryene Alves lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Juiz de Fora
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Department: ICE – Instituto de Ciências Exatas
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/2032
Resumo Português:Certos íons metálicos bem como seus complexos estão presentes em sistemas biológicos exercendo importantes funções biológicas. No entanto, a utilização dos íons metálicos e de seus compostos, no início, era de modo empírico. A investigação sistemática científica de complexos parece ter vindo somente após os estudos de Paul Ehrlich e Robert Koch. Bases de Schiff diimínicas, assim como seus derivados benzimidazóis, possuem atividades biológicas conhecidas. Alguns complexos contendo vanádio (IV ou V) e de ouro (I ou III) também possuem reconhecidos usos biológicos. Portanto, complexos envolvendo as Bases de Schiff diíminicas e benzimidazóis com íons metálicos de vanádio e de ouro é um importante tema de estudo dentro do campo da Química Bioinorgânica. Dentro deste contexto, este trabalho tratou da síntese e caracterização de bases de Schiff diimínicas e benzimidazóis obtidos a partir da condensação entre 1,2-fenilenodiamina e benzaldeído ou seus derivados. Este trabalho também relata a síntese, caracterização e estudo biológico de complexos envolvendo bases de Schiff diimínicas e benzimidazóis obtidos com os íons de vanádio (IV) e de ouro (I e III). Ao final, são relatados quatorze compostos, sendo seis ligantes e oito complexos. Sete destes compostos ainda não foram relatados na literatura. Os compostos, exceto IMOH e [AuIIMOMeCl], foram testados contra protozoários do gênero Leishmania na etapa promastigota, sendo as espécies L. amazonesis, L. braziliensis, L. chagasi e L major. Os resultados mais expressivos foram encontrados para os compostos envolvendo o íon AuIII. Os complexos de AuIII também foram testados contra a fase amastigota do parasita contra as espécies L. amazonesis, L. braziliensis e L major.
The metal ions and their complexes are present in biological systems exersing important biological functions. However, the use of metal ions and their compounds, it was empirically. Systematic investigation of metals complexes seems to have come only after the studies of Paul Ehrlich and RobertKoch. Diiminics Schiff bases, as well as benzimidazole derivatives, have known biological activities. Some complexes containing vanadium (IV or V) and gold (I or III) also have recognized biological uses. Therefore, complexes involving Schiff Bases diíminicas and benzimidazole metal ions vanadium and gold is a major field of study within the field of Bioinorganic Chemistry. Within this context, this paper deals with the synthesis and characterization of Schiff bases and diimínicas benzimidazole obtained from the condensation between benzaldehyde and 1,2-phenylenediamine or its derivatives. This paper also reports the synthesis, characterization and biological study of complexes involving Schiff bases and diimínicas benzimidazole obtained with ions of vanadium (IV) and gold (I and III). In the end, fourteen compounds are reported, six and eight ligand complexes. Seven of these compounds have not been reported in the literature. The compounds, except IMOH and [AuIIMOMeCl], were tested against the protozoa of the Leishmania promastigote stage, with the species L. amazonesis, L. braziliensis, L. chagasi and L major. The most significant results were found for compounds involving ion AuIII. The AuIII complexes were also tested against the amastigote stage of the parasite species against L. amazonesis, L. braziliensis and L major.