Complexos de platina com diaminas N-alquiladas de cadeia longa: síntese, inclusão em lipossomas, atividade citotóxica, antitumoral e estudos farmacocinéticos

O câncer é uma das principais causas de óbito em todo o mundo, sendo a quimioterapia uma alternativa valiosa para o tratamento desta doença. O desenvolvimento de novos compostos mais ativos contra o câncer e menos tóxicos, que possam vir a ser utilizados como medicamentos antitumorais, constitui uma...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Silva, Heveline lattes
Orientador/a: Fontes, Ana Paula Soares lattes
Co-advisor: Frezard, Frederic Jean Georges lattes
Banca: Ferreira, Ana Maria da Costa lattes, Vargas, Maria Domingues lattes, César, Eloi Teixeira lattes, Almeida, Mauro Vieira de lattes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Department: ICE – Instituto de Ciências Exatas
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/4314
Resumo Português:O câncer é uma das principais causas de óbito em todo o mundo, sendo a quimioterapia uma alternativa valiosa para o tratamento desta doença. O desenvolvimento de novos compostos mais ativos contra o câncer e menos tóxicos, que possam vir a ser utilizados como medicamentos antitumorais, constitui uma área de pesquisa de grande relevância. O uso da nanobiotecnologia representa uma alternativa inteligente que auxilia no desenvolvimento de novas formulações farmacêuticas disponibilizando outras vias de administração mais favoráveis à qualidade de vida dos pacientes. Complexos de platina são agentes antitumorais bem estabelecidos no uso clínico, sendo a cisplatina o composto mais amplamente utilizado desta classe. O presente trabalho mostra a obtenção de novos complexos de platina(II) e platina(IV) com ligantes N-alquilados de cadeia longa derivados da 1,2-etanodiamina e da 1,3-propanodiamina. Estes complexos foram devidamente caracterizados por espectroscopia na região do IV, RMN de 1H, de 13C e de 195Pt e análise elementar e tiveram sua citotoxicidade investigada em células tumorais e células normais. Tendo em vista as propriedades anfifílicas dos complexos devido a presença da cadeia carbônica longa, alguns deles foram incorporados em lipossomas furtivos e apresentaram boas taxas de encapsulação. Um dos complexos, que se mostrou mais promissor do ponto de vista de obtenção, rendimento e taxa de incorporação em lipossomas, foi selecionado para testes in vivo visando a avaliação da sua atividade antitumoral em camundongos com melanoma induzido, em comparação com a cisplatina. Também foi investigada a farmacocinética deste complexo livre e incorporado em lipossomas. Para tal estudo foi feita a adaptação da metodologia de determinação de platina em plasma e tecidos de camundongos por absorção atômica em forno de grafite. Os parâmetros farmacocinéticos mostraram níveis de concentração plasmática elevados para a formulação do complexo incorporado em lipossomas. Esta formulação também apresentou maior atividade antitumoral e menor toxicidade em comparação com o complexo livre.
Cancer is one of the leading causes of death in the world, with chemotherapy being a valuable tool for the treatment of the disease. The development of novel compounds which are more active and less toxic and which could become eventual anti-tumor drugs constitutes a research area of great relevance. The use of nanobiotechnology represents an intelligent alternative to assist in the development of new pharmaceutical formulations which may permit other administration routes thereby elevating the quality of life of cancer patients. Platinum complexes are well established anti-tumor agents in clinical use, with cisplatin being the most widely used compound of this class. The present work demonstrates the preparation of novel platinum(II) and platinum(IV) complexes employing long chain, N-alkyl derivatives of 1,2-ethanediamine and 1,3-propanediamine as ligands. These complexes were characterized by IR, 1H, 13C and 195Pt NMR spectroscopies, elemental analysis and had their cytotoxicities investigated in both normal and tumor cells. Considering the ambiphilic properties of the complexes due to the presence of the long carbon chain, several of them were incorporated into furtive liposomes and presented a good degree of encapsulation. One of the complexes, which showed the most promise in terms of both ease of preparation and degree of incorporation into liposomes, was selected for in vivo testing and evaluation as an anti-tumor agent against induced melanoma in mice using cisplatin as a reference. The pharmacokinetics of the liposomes prepared with this complex were also investigated. For this study, an adaptation of methodology for the determination of platinum in plasma and tissue samples from the test mice by graphite furnace atomic absorption spectroscopy was employed. The pharmacokinetic parameters showed elevated plasma concentrations for the liposomal formulation. This formulation also presented greater anti-tumor activity and reduced toxicity relative to the free complex.