Modificações químicas de substratos naturais e seu uso para a remoção de formaldeído em soluções aquosas

O formaldeído é uma substância química com características nocivas ao ser humano, mas que possui ampla aplicação em diversas áreas nos dias atuais. Uma dessas aplicações consiste na conservação dos corpos de cadáveres a serem utilizados em estudos nos laboratórios de anatomia. O alto custo com o des...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Vidal, Juliana Ladeira lattes
Orientador/a: Grazul, Richard Michael lattes
Banca: Leitão, Viridiana Santana Ferreira lattes, Hyaric, Mireille Le lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Department: ICE – Instituto de Ciências Exatas
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/10134
Resumo Português:O formaldeído é uma substância química com características nocivas ao ser humano, mas que possui ampla aplicação em diversas áreas nos dias atuais. Uma dessas aplicações consiste na conservação dos corpos de cadáveres a serem utilizados em estudos nos laboratórios de anatomia. O alto custo com o descarte dessas soluções no Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Juiz de Fora serve como estímulo do trabalho, que consiste no tratamento das soluções de formaldeído após um processo de adsorção utilizando-se celulose e seus derivados como adsorvente. Sintetizam-se derivados de celulose à partir de celulose microcristalina e serragem, mas inclina-se o estudo para a utilização de serragem, visando uma maior relação custo-benefício. Analisam-se alguns parâmetros a fim de se atingir a otimização do processo, obtida a uma temperatura de 70°C durante 28 horas, em pH=6, utilizando-se uma razão massa de substrato/volume de solução equivalente a 202,5 mg/mL. Após estudos realizados com isotermas de adsorção verifica-se a melhor descrição do processo através do modelo de Freundlich, que considera a adsorção realizada em multicamadas através sistemas heterogêneos. Conclui-se que a serragem é capaz de adsorver aproximadamente 65% de formaldeído dessas soluções e que a matéria orgânica contida em solução influencia de maneira positiva o processo de adsorção. Além disso, realiza-se uma escala colorimétrica que permita aos técnicos dos laboratórios anatômicos controlar a concentração de formaldeído nos tanques.
Formaldehyde is a chemical substance with harmful characteristics to humans, but it has wide application in many areas today. One of them is the preservation of dead bodies to be used in studies anatomy laboratories. The high cost of disposal of these solutions at the Institute of Biological Sciences at the Juiz de Fora Federal University serves as a stimulus work, consisting in the treatment of formaldehyde solutions after an adsorption process using cellulose and its derivatives as adsorbent. Cellulose derivatives are synthesized starting from microcrystalline cellulose and sawdust, but leans the study to the use of sawdust, aimed at greater cost-effectiveness. Some parameters were analyzed in order to achieve optimization of the process, obtained at a temperature of 70 ° C for 28 hours, at pH 6 using a ratio of the substrate mass/volume of solution equal to 202,5 mg/mL. After studies of adsorption isotherms, the best description of the process was achieved by Freundlich model, which considers the adsorption held in multilayer through heterogeneous systems. The study concludes that the sawdust is able to adsorb about 65% of formaldehyde solution and the organic matter contained in solution influences positively the process of adsorption. In addition, colorimetric scale is made, that allows the technicians of the anatomical laboratories control the concentration of formaldehyde in the tanks.