Síntese de derivados benzotiazólicos, benzimidazólicos e clorados de inositol a partir do L-(-)-quebrachitol

Nesse trabalho descreve-se, num primeiro momento, a síntese de derivados inositóis condensados com o 2-mercaptobenzotiazol ou com o 2mercaptobenzimidazol, potenciais agentes antibacterianos. A seguir é descrita a preparação de derivados clorados de inositol. No primeiro capítulo relata-se a obtenção...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Assis, João Vitor de lattes
Orientador/a: Almeida, Mauro Vieira de lattes
Banca: Souza, José Dias de lattes, Grazul, Richard Michael lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Department: ICE – Instituto de Ciências Exatas
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/4425
Resumo Português:Nesse trabalho descreve-se, num primeiro momento, a síntese de derivados inositóis condensados com o 2-mercaptobenzotiazol ou com o 2mercaptobenzimidazol, potenciais agentes antibacterianos. A seguir é descrita a preparação de derivados clorados de inositol. No primeiro capítulo relata-se a obtenção e a avaliação das propriedades antituberculose de derivados do 2mercaptobenzotiazol e do 2-mercaptobenzimidazol condensados com um inositol. Tais compostos foram preparados via abertura de intermediário epóxido, o qual foi obtido a partir do L-quebrachitol, um produto natural isolável do látex da seringueira. Foram sintetizados 8 compostos inéditos, sendo quatro derivados do 2mercaptobenzotiazol e quatro derivados do 2-mercaptobenzimidazol. Na obtenção de alguns desses compostos foi empregada irradiação de microondas como fonte de aquecimento. Utilizou-se nestas reações um aparelho de microondas doméstico adaptado em nosso laboratório. Alguns desses compostos foram testados in vitro contra o Mycobacterium tuberculosis, no laboratório de Bacteriologia (IPEC) da FioCruz-RJ. Todavia, tais compostos não se mostraram ativos contra esse microorganismo. Alguns compostos também foram enviados para avaliação da atividade antibacteriana no National Institute of Allergy and Infectious Diseases (NIAID-EUA). O segundo capítulo desse trabalho relata-se a preparação de análogos clorados nas posições C2 ou C3 do quiro-inositol, usando-se também como material de partida o L-quebrachitol. Tais derivados halogenados são candidatos a possíveis compostos bioativos, assim como precursores interessantes para a preparação de outras moléculas. As estruturas dos produtos obtidos foram elucidadas por espectroscopia na região do infravermelho, RMN de 1H e RMN de 13C. Algumas dessas estruturas foram também evidenciadas por experimentos de COSY, HMQC, HMBC e espectrometria de massas.
In this work we describe, in a first moment, the synthesis of inositol derivatives condensed with 2-mercaptobenzothiazole or 2-mercaptobenzimidazole, potential antibacterial agents. In a second part, the preparation of chlorinated inositol derivatives is reported. In the first chapter, we describe the synthesis and antitubercular evaluation of 2-mercaptobenzothiazole and 2-mercaptobenzimidazole derivatives condensed with inositol. These compounds were prepared by opening an epoxide intermediate, which was obtained from L-quebrachitol, a natural product isolated from Hevea brasiliensis. Eight new compounds were synthesized: four 2mercaptobenzothiazole and four 2-mercaptobenzimidazole derivatives. For the preparation of some compounds, microwave irradiation was used as the heating source. A domestic microwave apparatus was adapted for these reactions in our laboratory. Some compounds were evaluated in vitro against Mycobacterium tuberculosis at the laboratory of bacteriology (IPEC) of FioCruz-RJ. However, such compounds did not display biological activity against this microorganism. Some compounds were also submitted for antibacterial activity assay at National Institute of Allergy and Infectious Diseases (NIAID-USA). Chapter 2 of this work reports the preparation of inositols chlorinated at the C2 or C3 position, using as starting material L-quebrachitol. These halogenated derivatives are potential new bioactive compounds, as well as interesting precursors for the preparation of other molecules. The compounds were characterized by infrared spectroscopy, 1H and 13C NMR. Some structures were also characterized by COSY, HMQC, HMBC and mass spectrometry.