EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E FETICHISMO TECNOLÓGICO: Estado e capital no projeto de ensino superior no Brasil

Analyze the expansion of the Distance Learning public policies to the undergraduate, specifically to the teachers education, considering the state, the capital and the new technologies ideological action (technological fetishism). The study shows the connection of this scenery with the dominant proj...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Nascimento, Alberico Francisco do lattes
Orientador/a: Silva, Ilse Gomes
Banca: Coutinho, Adelaide Ferreira
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal do Maranhão
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Department: Políticas Públicas
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/773
Citação:NASCIMENTO, Alberico Francisco do. Distance Education and technological fetishism: state and capital in the design of higher education in Brazil. 2011. 233 f. Tese (Doutorado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2011.
Resumo Português:Analisa a expansão das políticas públicas de Educação a Distância (EaD) para o ensino superior, especificamente para as licenciaturas, a partir da ação ideológica do Estado, do capital e das novas tecnologias (fetichismo da tecnologia). O estudo mostra a conexão desse cenário com o projeto dominante de educação e aponta seu alinhamento com as novas demandas culturais, impostas pelo neoliberalismo, destacando a função alienadora da ideologia do progresso técnico. Como contraponto, aborda as finalidades de uma educação emancipadora, que capacita a classe trabalhadora para a vida. Analisa o fetichismo tecnológico, a ideologia e sociabilidade capitalista mediada pelas novas tecnologias e argumenta que a relação orgânica do Estado com o capital, impõe aos sujeitos sociais noções e valores de uso das novas tecnologias que contribuem para a reprodução ampliada do capital. Destaca a reforma do Estado brasileiro, os documentos do Banco Mundial sobre educação e a reforma universitária, como elementos usados para abrir cominho rumo à consolidação do projeto neoliberal de ensino superior, no qual a EaD é situada como uma panaceia. No campo da empiria, comprovo o crescimento massivo e mercantilista da EaD, ao abordar sua evolução histórica até a LDB 9.394/96. Abordo os programas de EaD implementados pelo Estado para formar professores para a Educação Básica. Aponta a Universidade Aberta do Brasil (UAB) como uma proposta de educação, nociva para a classe trabalhadora, que luta por uma formação em nível superior. Os resultados dessa pesquisa mostraram que a EaD se consolidou por meio do fetichismo tecnológico, que anula o caráter de classe das novas tecnologias e as apresenta apenas como ciência aplicada. A partir dessa comprovação, afirma que o cenário atual da EaD é uma construção do Estado e do capital para aprofundar a ofensiva capitalista no âmbito educacional, por meio da precarização do trabalho docente virtual sob o manto da democratização, massificar e mercantilizar o ensino superior. As reflexões elaboradas visam alertar e qualificar os educadores para o enfrentamento dos processos de internalização da ideologia dominante e para a luta por uma proposta de educação ominilateral, para além do capital .
Resumo inglês:Analyze the expansion of the Distance Learning public policies to the undergraduate, specifically to the teachers education, considering the state, the capital and the new technologies ideological action (technological fetishism). The study shows the connection of this scenery with the dominant project of education and points its relation with the new cultural demands imposed by the neo liberalism, highlighting the alienated function of the technical progress ideology. On the other hand, it approaches the objectives of an emancipated education, able to capacity the work class to life. Analyze the categories technological fetishism, ideology and capitalist sociability and argument that the organic relation between the state and capital imposed to the social fellow notions and values about the use of the new technologies that contribute to the enlargement reproduction of the capital. Highlight the state reform, the Mundial Bank documents and the university reform, as elements used to open the way to the consolidation of the neoliberal undergraduate project, in which the Distance Learning is focused as a general solution. In the empiric area, Ratify the mass and mercantile growth of the Distance Learning, when approach its historical evolution up to LDB 9.394/94. Approach the Distance Learning programs implemented by the state to capacity teachers for the Basic Education level, showing its emphasis in the technical professional aspect to the detriment of the epistemological highlight inherent to the teacher s knowledge. Highlight the Brazil Open University (UAB) as an education proposal harmful to the work class that struggles for education at the university. The results of this research showed that the Distance Learning were consolidated through the fetishism technological, that cancel the class character of the technologies and present it only as applied science. From this corroboration, affirm that the actual scenery of the Distance Learning is a state and capital construction to intensify the capitalist offensive in the educational context, through the precarization of the virtual teachers work and over the democratization cloak, massy and mercantile the education at university. The reflections developed in this research aim to change and qualify the teachers to face the internalizations process of the dominant ideology and to struggle for an omnilateral education proposal, beyond the capital.