GÊNESE E REPRODUÇÃO DA CRENÇA NA EFICÁCIA DA POLÍTICA DE MICROCRÉDITO NO COMBATE À POBREZA

Why do people believe that microcredit is a public policy that helps to defeat poverty? That‟s the main question which is faced within this work. A preliminary research had suggested that neither evaluation studies nor a strongly developed conceptual framework existed, so that there were no easy exp...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Bello Filho, Wilson de Barros lattes
Orientador/a: Silva, Maria Ozanira Silva e lattes
Banca: Coelho, Elizabeth Maria Beserra lattes, Farias, Flávio Bezerra de lattes, Lima, Valéria Ferreira Santos de Almada lattes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal do Maranhão
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Department: Políticas Públicas
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/766
Citação:BELLO FILHO, Wilson de Barros. GENESIS AND REPRODUCTION OF BELIEF IN THE EFFECTIVENESS POLICY FOR MICRO IN FIGHTING POVERTY. 2010. 149 f. Tese (Doutorado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Maranhão, São Luis, 2010.
Resumo Português:Por que as pessoas acreditam que o microcrédito é uma política pública que ajuda a derrotar a pobreza? Essa é a principal questão que é enfrentada neste trabalho. Uma pesquisa preliminar sugeria que nem estudos de avaliação nem um quadro conceitual fortemente desenvolvido existiam, de modo que não havia qualquer explicação fácil para essa crença. A fim de encontrar as explicações que faltavam, a análise foi estruturada em três momentos: os antecedentes históricos e sociológicos da política de microcrédito; os fundamentos analíticos da política de microcrédito enquanto política anti-pobreza; as ferramentas retóricas usadas para fortalecer a crença na política de microcrédito. O estudo dos antecedentes históricos da política de microcrédito tornou possível verificar que tanto relações políticas quanto o ambiente político foram necessários para o crescimento da sua popularidade na década de 1990, quando as políticas devotadas à escala local começaram a ser aceitas em todo o mundo. O estudo dos fundamentos analíticos da política de microcrédito confirmou que não há um quadro conceitual fortemente desenvolvido e mostrou que há muitas razões para desconfiar da crença de que a política de microcrédito está voltada para a superação da pobreza e é capaz de fazê-lo. O estudo das ferramentas retóricas usadas para comunicar a forte crença na política de microcrédito mostrou que tais ferramentas podem compensar a fraqueza analítica dessa crença. O uso de ferramentas retóricas explica por que as pessoas ignoram todas as possíveis dúvidas sobre a política de microcrédito e continuam a acreditar que ela seja um bom modo de vencer a pobreza.
Resumo inglês:Why do people believe that microcredit is a public policy that helps to defeat poverty? That‟s the main question which is faced within this work. A preliminary research had suggested that neither evaluation studies nor a strongly developed conceptual framework existed, so that there were no easy explanations to that belief. In order to reveal the missed explanations, the analysis was structured in three moments: the historical and sociological backgrounds of microcredit policy, the analytical foundations of microcredit policy as a anti-poverty policy; the rhetorical tools used to strengthen the belief in microcredit policy. The study of historical and sociological backgrounds of microcredit policy made it possible to find that both political relations and political environment were necessary to its growth in popularity by the 1990 decade, when policies devoted to local scale begun to be accepted worldwide. The study of analytical foundations of microcredit policy confirmed that there is not a strongly developed conceptual framework and showed that there are many reasons to distrust the belief that microcredit policy is devoted to defeat poverty and is able to do it. The study of rhetorical tools used to communicate the strong belief in microcredit policy showed that these tools can compensate the analytical weakness of this belief. The use of rhetorical tools explains why people ignore all possible doubts upon microcredit policy and continue to believe it‟s a good way to defeat poverty.