Subprodutos do processamento industrial do babaçu para ovinos

Foram realizados três experimentos com o objetivo de determinar o valor nutritivo dos subprodutos do processamento industrial do babaçu: farina endocarpo I (FEI), farinha endocarpo II (FEII) e torta do babaçu (TB). Cada experimento foi composto de três partes, avaliação do consumo e digestibilidade,...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Hemilly Cristina Menezes de Sa
Orientador/a: Iran Borges
Co-orientador/a: Gilberto de Lima Macedo Junior
Banca: Eloisa de Oliveira Simoes Saliba, Rogerio Martins Mauricio
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Minas Gerais
Assuntos em Português:
Online Access:http://hdl.handle.net/1843/BUOS-8QGHRG
Resumo Português:Foram realizados três experimentos com o objetivo de determinar o valor nutritivo dos subprodutos do processamento industrial do babaçu: farina endocarpo I (FEI), farinha endocarpo II (FEII) e torta do babaçu (TB). Cada experimento foi composto de três partes, avaliação do consumo e digestibilidade, ensaio um, cinética sanguínea, ensaio dois, comportamento ingestivo, ensaio três. Vinte ovinos foram distribuídos em diferentes inclusões dos subprodutos (zero; 7,5; 15; 22,5%), em delineamento inteiramente ao acaso, com cinco repetições por tratamentos. Observou-se a redução linear no consumo de matéria seca em função do %/PV e g/PM para FEI e FEII. Contudo não houve diferença, para o consumo de matéria seca em g/animal, %/PV e g/PM para TB. Houve um aumento no consumo de FDN e FDA em função das inclusões. Os teores de colesterol foram afetados pelas inclusões da FEI. As inclusões de FEI não alteraram o metabolismo mineral. Houve interação significativa para os parâmetros sanguíneos de proteína total, com a inclusão da farinha do FEII. O perfil metabólico analisado mostra que a FEII pode ser utilizada para dietas em ovinos. Os teores de uréia apresentaram um comportamento linear decrescente com a inclusão da TB do babaçu. As crescentes inclusões da TB do babaçu provocaram alterações no perfil bioquímico protéico, energético e mineral. As diferentes inclusões da FEI não provocaram alterações no comportamento alimentar nos tempos em minutos. A eficiência de alimentação, ruminação e mastigação, reduziu de forma linear com as inclusões da FEI e FEII. A característica da FDN da TB reduziu a eficiência de mastigação e ruminação g/FDN/h
Three experiments were performed in order to determine the nutritional value of by-products of industrial processing of babassu: farina endocarp I (FEI), flour endocarp II (FEII) and the babassu pie (TB). Each experiment consisted of three parts, digestibility and intake assessment, assay one, kinetic blood assay two, ingestive behavior, assay three. Twenty sheep were assigned to different by-products inclusions (zero, 7.5, 15, 22.5%) in completely randomized design with five replicates per treatment. There was a linear decrease in dry matter intake as a function of% / g BW / PM for FEI and FEII. However there was no difference, for the consumption of dry matter in g / animal% / g BW / PM for TB. There was an increase in consumption of NDF and ADF according to the inclusions. Cholesterol levels were affected by inclusion of the FEI. The inclusions did not change EIF mineral metabolism. There was a significant interaction for the blood parameters of total protein, with the addition of flour FEII. The analysis of metabolic profile shows that can be used to FEII diets in sheep. The levels of urea showed a linear decrease with the inclusion of TB in the babassu. The increasing inclusion of babassu TB caused biochemical changes in protein and energy and mineral. The different inclusions FEI did not cause changes in feeding behavior in the time in minutes. The efficiency of feeding, rumination and chewing, decreased linearly with the inclusions of the FEI and FEII. The characteristic of NDF in TB reduced the efficiency of mastication and rumination g/NDF/h