Análise genética de isolados do Haemonchus sp de ruminantes domésticos para identificação da resistência ao anti-helmíntico Benzimidazol

O objetivo deste trabalho é caracterizar geneticamente a resistência ao anti-helmíntico benzimidazol (BZ) em helmintos Haemonchus sp isolados de ruminantes. Para tanto trinta animais pertencentes a um rebanho de bovinos, um rebanho de Caprinos, um rebanho de Ovinos e um rebanho de Bubalinos, tiveram...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Ronaldo Luiz Nunes
Orientador/a: Denise Aparecida Andrade de Oliveira
Banca: Romario Cerqueira Leite, Romulo Cerqueira Leite, Bruno dos Santos Alves Figueiredo Brasil
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Minas Gerais
Assuntos em Português:
Online Access:http://hdl.handle.net/1843/BUOS-8ZSPBV
Resumo Português:O objetivo deste trabalho é caracterizar geneticamente a resistência ao anti-helmíntico benzimidazol (BZ) em helmintos Haemonchus sp isolados de ruminantes. Para tanto trinta animais pertencentes a um rebanho de bovinos, um rebanho de Caprinos, um rebanho de Ovinos e um rebanho de Bubalinos, tiveram amostras de fezes coletadas e analisadas para a presença de ovos de Tricostrongilídeos. As propriedades foram avaliadas quanto ao histórico de uso de BZ para controle de nematódeos. Nos rebanhos bovinos e ovinos é utilizado BZ a mais de dez anos enquanto que nos rebanhos de bubalinos e caprinos não se utiliza este fármaco a pelo menos cinco anos. Dentre os 120 animais testados, dezoito (~15%) apresentaram ovos de Tricostrongilídeos nas fezes, com contagens de 200 a 33000 ovos por grama de fezes. A presença da mutação Phe200Tyr no gene da -tubulina, que confere a resistência ao BZ foi avaliada em todas as amostras e suas frequências variaram de 0,074 a 0,476 (N= ~20 larvas/hospedeiro). Para a identificação do helminto que infectava os rebanhos foi realizado o sequenciamento do DNA nuclear na região ITS-2 de ovos e larvas. No rebanho de bovinos o principal nematódeo presente foi identificado como Haemonchus placei e nos demais rebanhos foi identificado a espécie Haemonchus contortus. O estudo revelou a presença de alelos resistentes em alta frequência entre espécimes de Haemonchus sp, principalmente nas propriedades que mantêm contínua pressão seletiva por meio do uso de BZ. A identificação da resistência nas subpopulações dos rebanhos de ruminantes foi realizada por genotipagem, os testes estatísticos 2 realizados revelaram não haver diferença significativa entre os isolados de Haemonchus presentes em diferentes animais de um mesmo rebanho. Todavia, foram encontradas diferenças significativas entre rebanhos. Este estudo reforça a necessidade do uso de métodos moleculares para o monitoramento da ocorrência da resistência anti-helmíntica, visando o uso racional de antiparasitários.
The purpose of this study is to genetically characterize the resistance to benzimidazole (BZ) anthelmintic in Haemonchus sp helminths isolated from ruminants. With this purpose, thirty animals from herds of cattle, goats, sheep and buffalos, had stool samples collected and analyzed for the presence of trichostrongylus eggs. Properties were evaluated as for the history of using BZ to control nematodes. In herds of cattle and sheep, BZ has been used for over ten years whereas in herds of buffalos and goats, it has not been used for at least five years. Among the 120 animals tested, eighteen (~15%) had trichostrongylus eggs in their feces, with counts from 200 to 33000 eggs per gram of feces. The presence of Phe200Tyr mutation in the -tubulin gene, which confers a resistance to BZ was evaluated in all samples and its frequencies ranged from 0.074 to 0.476 (N= ~20 larvae/host). In order to identify the helminth which infected herds, nuclear DNA was sequenced at the ITS-2 region of eggs and larvae. In the herd of cattle, the main nematode was identified as Haemonchus placei and in the other herds, it was the Haemonchus contortus species. The study has shown the presence of resistant alleles in a high frequency among specimens of Haemonchus sp, particularly in properties which maintain a continuous selective pressure by using BZ. Resistance in isolates of ruminant livestock was identified through genotyping; 2 statistical tests were carried out and have not shown a significant difference among isolates of Haemonchus present in different animals from the same herd. However, significant differences were observed among herds. This study emphasizes the need to use molecular methods for monitoring the occurrence of anthelmintic resistance, encouraging the rational use of anti-parasitic drugs.