As mulheres e suas sesmarias : espacializações coloniais - Mato Grosso (1748 – 1799)

Esta pesquisa trata da política de colonização e povoamento do extremo oeste da colônia portuguesa da América do Sul inaugurada pelo Governador e Capitão General Antonio Rolim de Moura Tavares e tendo continuidade até o final do Século XVIII, onde o governo dos militares foi substituído pela adminis...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Silva, Ana Gomes da lattes
Orientador/a: Machado Filho, Oswaldo lattes
Banca: Machado Filho, Oswaldo lattes, Sena, Ernesto Cerveira de lattes, Marques, Ana Maria lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Mato Grosso
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Department: Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS)
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://ri.ufmt.br/handle/1/367
Citação:SILVA, Ana Gomes da. As mulheres e suas sesmarias: espacializações coloniais - Mato Grosso (1748 – 1799). 2015. 179 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Cuiabá, 2015.
Resumo Português:Esta pesquisa trata da política de colonização e povoamento do extremo oeste da colônia portuguesa da América do Sul inaugurada pelo Governador e Capitão General Antonio Rolim de Moura Tavares e tendo continuidade até o final do Século XVIII, onde o governo dos militares foi substituído pela administração de governadores civis. Na então, Capitania de Mato Grosso, criada na primeira metade do Século XVIII ocorreu à espacialização portuguesa (alargamento de fronteiras), e reterritorialização do contingente populacional luso com a desterritorialização de povos ameríndios. O conjunto documental pesquisado diz respeito especificamente as Cartas Sesmarias concedidas às mulheres na segunda metade do Século XVIII. Nesse sentido, questiona-se o modelo de povoamento utilizado pelos portugueses, onde se percebe a implantação de presúrias medievais inseridas na Lei de Sesmarias. Com essa adaptação jurídica as mulheres foram beneficiadas pela Coroa lusa com a concessão de terras o que causou o empoderamento de mulheres na terra da conquista de fronteiras, conquista de minérios e de outros povos.
This research deals with the policy of colonization and settlement of the west end of Portuguese colony in South America inaugurated by the governor and captain general Antonio Rolim de Moura Tavares and having continuity until the end of the 18th century, where the government of the military has been replaced by the administration of prefects. In the then, captaincy of Mato Grosso, created in the first half of the 18th century occurred the Portuguese specialization (enlargement of borders), and repossession of the population group with the dispossession of Amerindian peoples. The set of documents researched concerns specifically the letters sesmarias granted women in the second half of the 18th century. In this sense, we question the settlement model used by the Portuguese, which realizes the deployment of medieval presúrias inserted into sesmarias law. With this legal adaptation women benefited from the Portuguese crown with the land grant which caused the women's empowerment in the land borders of conquest, conquest of metals and other people.