A interface entre educação ambiental e sustentabilidade socioambiental pela Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal da Universidade Federal do Pará

O presente estudo objetiva abordar a educação ambiental e compreender a percepção dos servidores da Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal (PROGEP) da Universidade Federal do Pará (UFPA), visando a sustentabilidade socioambiental no ambiente de trabalho. A investigação fundamenta-se em...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2019
Main Author: CAMELO, Alda Lúcia da Costa lattes
Orientador/a: SIQUEIRA, Gilmar Wanzeller lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal do Pará
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências e Meio Ambiente
Department: Instituto de Ciências Exatas e Naturais
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10702
Citação:CAMELO, Alda Lúcia da Costa. A interface entre educação ambiental e sustentabilidade socioambiental pela Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal da Universidade Federal do Pará. Orientador: Gilmar Wanzeller Siqueira. 2019. 78 f. Dissertação (Mestrado em Ciências e Meio Ambiente) - Instituto de Ciências Exatas e Naturais, Universidade Federal do Pará, 2019. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10702. Acesso em:.
Resumo Português:O presente estudo objetiva abordar a educação ambiental e compreender a percepção dos servidores da Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal (PROGEP) da Universidade Federal do Pará (UFPA), visando a sustentabilidade socioambiental no ambiente de trabalho. A investigação fundamenta-se em uma sondagem bibliográfica, documental e de campo, classificando-se como exploratória e descritiva, mediante um estudo de caso. O seu lócus é a PROGEP abrangendo 91 servidores técnico-administrativos que atuam na Cidade Universitária José da Silveira Netto, Guamá e no Programa de Assistência Psicossocial ao Servidor (PAPS), no Instituto de Ciências da Saúde, Umarizal, ambos em Belém. Utilizou-se, como instrumento de coleta de dados, um questionário com 28 questões fechadas, com base na Instrução Normativa nº 10/2012 e em 4 eixos temáticos da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P): Uso Racional dos Recursos Naturais e Bens Públicos, Gestão de Resíduos Gerados, Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho e Sensibilização e Capacitação dos Servidores. Os resultados demonstram, de um modo geral, um equilíbrio entre boas e más práticas socioambientais, não atingindo, em cada uma, metade do total das respostas. Os resultados positivos mais significativos encontram-se no eixo temático Uso Racional dos Recursos Naturais e Bens Públicos. Os resultados negativos mais relevantes apresentam-se nos demais eixos temáticos, sendo o mais crítico, Sensibilização e Capacitação de Servidores. Tanto o Plano de Gestão de Logística Sustentável (PLS) 2018 como o Plano de Ações de Capacitação (PAC) 2018 da Instituição não estabelecem ações de capacitação e sensibilização pela PROGEP, para promoção e incentivo às práticas de sustentabilidade socioambiental visando a aquisição de competências ambientais no âmbito do trabalho, o que justifica o resultado negativo referente ao eixo temático Sensibilização e Capacitação de Servidores. Essa ausência vai de encontro ao objetivo estratégico da UFPA de promover a responsabilidade socioambiental e ao seu princípio de preservação do meio ambiente e aos princípios da PROGEP como Qualidade de Vida e Responsabilidade Socioambiental. Propõe-se a inserção no PAC de algumas ações e eventos de aprendizagem, da responsabilidade socioambiental nos valores da PROGEP e de competências ambientais na avaliação de desempenho dos servidores técnico-administrativos
The present study aims to approach environmental education and understand the perception of the servers of the Pro-Rectory of Development and Personnel Management (PROGEP) of the Federal University of Pará (UFPA) aiming at social and environmental sustainability in the workplace. The investigation is based on a bibliographic, documentary and field survey classified as exploratory and descriptive through case study. Its locus is PROGEP covering 91 technical-administrative servants who work at the Cidade Universitária José da Silveira Netto, Guamá and in the Program of Psychosocial Assistance to the Server (PAPS) at the Institute of Health Sciences, Umarizal, both in Belém. A 28 closed questions questionnaire was used as a data collection instrument based on Normative Rule nbr 10/2012 and 4 thematic axes of the the Environmental Agenda in Public Administration (A3P): Rational Use of Natural Resources and Public Goods, Generated Wastes Management, Quality of Life in the Work Environment and Awareness and Training of Servers. Results show in general a balance between good and bad socio-environmental practices not reaching in each one half of the total responses. The most significant positive results are in the thematic area Rational Use of Natural Resources and Public Goods. The most relevant negative results are presented in the other thematic axes being the most critical Awareness and Training of Servers. Both the Sustainable Logistics Management Plan (PLS) 2018 and the Capacitation Actions Plan (PAC) 2018 of the Institution do not establish training and awareness actions by PROGEP to promote and encourage socioenvironmental sustainability practices aiming at the acquisition of environmental competences in the scope of working, which justifies the negative result related to the thematic axis Sensitization and Training of Servers. This absence goes against with UFPA's strategic objective of promoting socio-environmental responsibility and its principle of preservation of the environment and PROGEP's principles as Quality of Life and Social-Environmental Responsibility. It is proposed to include in the PAC some actions and learning events, socioenvironmental responsibility in PROGEP values and environmental competencies in the performance evaluation of the technical-administrative servers.