Representações de cidadania nos livros didáticos de educação moral e cívica durante o regime militar brasileiro (1964-1985)

Citizenship, this research analysis rate, had different representations, practices and appropriations during the Civil Military Dictatorship. The authoritarian regime end, especially in the education area, was to use the didactic books as dispositive to the social order control and conditioning, sea...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Gomides, Fernanda de Paula lattes
Orientador/a: Carvalho, Maria Elizete Guimarães lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal da Paraíba
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Department: Educação
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8571
Citação:GOMIDES, Fernanda de Paula, Representações de cidadania nos livros didáticos de educação moral e cívica durante o regime militar brasileiro (1964-1985). 2015. 179 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
Resumo Português:Cidadania, categoria de análise desta pesquisa, obteve representações, práticas e apropriações diversas durante a Ditadura Civil-Militar. A finalidade do regime autoritário, em especial na educação, era utilizar os livros didáticos como dispositivos para controle e condicionamento da ordem social na busca por uma formação cidadã passiva e domesticada. Com questionamentos e inquietações formadas no velejar de experiências, pesquisas e práticas docentes, o presente trabalho teve como objetivo compreender as representações de Cidadania na educação brasileira durante o Regime Militar, por meio dos livros didáticos de Educação Moral e Cívica (EMC), de 1964 a 1985. Para a realização dessa investigação, utilizamos como fontes de análise três livros didáticos de EMC, veiculados no período de interesse, sendo cada um deles referente a uma década da Ditadura Civil-Militar. Como aporte teórico-metodológico, o trabalho é subsidiado pelos conceitos de Chartier (1990, 1991, 1994, 1996, 2010): apropriação, práticas e, principalmente, representações. Mediante esse aporte, analisamos os livros didáticos de EMC considerando não apenas o conceito de Cidadania, mas as dicotomias entre o discurso e as representações presentes nas obras e na prática cidadã no período, bem como a materialidade dos livros da disciplina. Na busca por respostas aos nossos questionamentos, construímos uma discussão que denominamos de “Mosaico Histórico”. Nessa discussão, apresentamos um debate entre os elementos, ou melhor, entre as tesselas (peças que formam um mosaico) fundamentais para a compreensão do texto: Cidadania, Regime Militar, educação, práticas, representações e discurso. Por intermédio delas, discutimos a conjuntura do período, trazemos para o debate como a Cidadania estava representada e quais mudanças ocorreram na educação brasileira. Considerando as questões levantadas e a análise das fontes, elucidamos que a formação cidadã passiva contribuiu para ações políticas e econômicas do Governo Militar, motivando algumas continuidades e rupturas nas representações de Cidadania nos livros didáticos de EMC no percorrer das décadas do regime.
Resumo inglês:Citizenship, this research analysis rate, had different representations, practices and appropriations during the Civil Military Dictatorship. The authoritarian regime end, especially in the education area, was to use the didactic books as dispositive to the social order control and conditioning, searching a passive and domesticated citizen rise. With questions and uneasiness built by experiences, researches and teach practices, the present work objected to comprehend the Citizenship representations in the Brazilian education during the Military Regime, using the Moral and Civic Education didactic books (MCE), at 1964 to 1985. To this investigation execution, we used tree MCE didactic books as analysis sources diffused in the interest period. Every single book is relative to a Civil Military Dictatorship decade. As theoretical methodological support, the work is subsidized by the Chartier (1990, 1991, 1994, 1996, 2010) concepts: appropriations, practices and, principally, representations. Trough this support, we analyzed the MCE didactic books, considering not only the Citizenship concept, but the dichotomies between the speech and the representations presented in the titles and citizen practices at the period, and the materiality of the discipline books. Searching for asks to our questions, we built a discussion named “Historical Mosaic”. In this discussion, we presented a debate between the elements, or better, between the tesseras (mosaic pieces), essential to the text comprehension: Citizenship, Military Regime, education, practices, representations and speech. According to these words, we discussed the period conjuncture, we brought to the debate how the Citizenship was represented and the changes that occurred in the Brazilian education. Considering the pointed questions and the analyzed sources, we elucidated that the passive citizen rise contributed to the political and economic actions of the Military Government, stimulating some continuations and ruptures in the Citizenship representations in the MCE didactic books, during the Regime decades.