"Quem te indicou?" os ambientes sociais virtuais e o comportamento de consumo os homens

The virtual social environments, in particular their media, quickly became social areas on the Internet used quite often by its users, serving not only as major search channels of information but also online sites to interact with persons, contributing to the development of opinions about a certain...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Costa, Williana de Souza lattes
Orientador/a: Abreu, Nelsio Rodrigues de lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal da Paraíba
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Department: Administração
Assuntos em Português:
Men
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7944
Citação:COSTA, Williana de Souza. "Quem te indicou?" os ambientes sociais virtuais e o comportamento de consumo os homens. 2015. 124 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
Resumo Português:Os ambientes sociais virtuais, em especial suas mídias, tornaram-se rapidamente espaços de sociabilidade na internet utilizados com bastante frequência por seus usuários, servindo, para além da interação, como principais canais de busca de informação, contribuindo para o desenvolvimento de opiniões a respeito de determinado feito por influência de diversos aspectos externos constantes nestes espaços. Isto traz para o consumo, nesse meio, um novo campo de investigação sobre a forma como os consumidores tomam suas decisões finais. Diante disso, o objetivo principal desta pesquisa foi o de analisar cinco categorias de influências extrínsecas (consideradas também sociais) no consumo realizado por homens pelas mídias sociais virtuais. Para isso, foi traçado um caminho metodológico para alcançar o objetivo, configurando esta pesquisa para natureza qualitativa de tipo exploratória, desenvolvidas em duas etapas concomitantes: entrevistas e focus group online, realizadas com homens consumidores usuários de mídias sociais virtuais. Tais métodos de coleta de dados foram triangulados e analisados por meio do método de análise de conteúdo, auxiliado pelo software NVivo. Os resultados evidenciaram que, dentre as cinco categorias de influências sociais estudadas (família, grupos de referências, classe social, cultura e subcultura), as que mais impactam no consumo são as de grupos de referências, cultura e subcultura. Por esta análise, traçou-se um perfil do consumidor homem enquanto agente ativo no processo de decisão de compra nos ambientes virtuais, principalmente por suas interações nas mídias sociais de que faz parte. As descobertas apresentam os homens como consumidores bem informados, controlados financeiramente, que não veem as mídias sociais como espaços de compra, mas admitem sua força de persuasão no momento de escolha.
Resumo inglês:The virtual social environments, in particular their media, quickly became social areas on the Internet used quite often by its users, serving not only as major search channels of information but also online sites to interact with persons, contributing to the development of opinions about a certain issue under the influence of various external aspects contained in these spaces. This brings to the consumption a new way of figuring out how consumers take their final decisions. Thus, the main objective of this research was to analyze the extrinsic influences (also considered social) in the consumption held by men in the virtual social media. So it was traced a methodological way to accomplish the goal, setting this research to qualitative exploratory/descriptive procedure, developed in two concurrent stages: interviews and focus group online, conducted with male users of virtual social media. Such collection technique data were triangulated and analyzed using content analysis technique, aided by NVivo software. The results showed that, between the five categories of social influences studied (family, reference groups, social class, culture and subculture), the most influential on consumption are the reference groups, culture and subculture. By this analysis, it was drawn up a male consumer profile as active agent in the purchase decision process in virtual environments, mainly by their interactions in social media to which they belong. The findings show men as well-informed consumers, financial controllers, who do not see social media as buying spaces, but admit their persuasive power at the time of choice.