Análise das variáveis contingenciais nas adaptações das práticas de produção enxuta na implementação de sistemas de produção específicos (XPS)

Facing the need for adaptations of lean production to the characteristics of each organization, researchers have questioned the universality of this production system. These adjustments may be related to the contextual characteristics of the manufacturing system of each organization and can lead to...

Nível de Acesso:openAccess
Data de Defesa:2016
Autor/a: Medeiros , Nayara Cardoso de lattes
Orientador/a: Santos, Luciano Costa
Co-advisor: Gohr , Cláudia Fabiana
Tipo Documento: Dissertação
Idioma:por
Instituição de Defesa: Universidade Federal da Paraíba
Programa: Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção
Departamento: Engenharia de Produção
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Download Texto Completo:http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/9926
Citação:MEDEIROS, Nayara Cardoso de. Análise das variáveis contingenciais nas adaptações das práticas de produção enxuta na implementação de sistemas de produção específicos (XPS). 2016. 129 f. Dissertação ( Mestrado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.
Resumo Português:Diante da necessidade de adaptações da produção enxuta às características de cada organização, pesquisadores têm questionado sobre a universalidade desse sistema de produção. Essas adaptações podem estar relacionadas às características contextuais do sistema produtivo de cada organização e que podem levar ao desenvolvimento de sistemas de produção específicos, ou simplesmente XPS’s. Dessa forma, o principal objetivo dessa pesquisa é analisar como as variáveis contingenciais dos sistemas de produção influenciam nas adaptações das práticas de produção enxuta para a implementação de um XPS. A pesquisa foi desenvolvida por meio de estudos de caso conduzidos em duas fábricas, sendo uma do setor de eletroeletrônico e outra do setor de eletrodomésticos, ambas localizadas no município de Manaus/AM. Os principais instrumentos de coleta de dados adotados foram entrevistas semiestruturadas e observação in loco. Por meio da pesquisa, foram identificadas adaptações, mas não nas práticas e sim no próprio sistema produtivo das empresas, ou seja, ao invés das variáveis contingenciais demandarem adaptações para a formação de um sistema de produção específico, o sistema Toyota (abordagem universal) permanece como o guia principal da mudança nas próprias variáveis que representariam as contingências da adaptação. Diante dessa constatação, surgiram dois potenciais desdobramentos: ou as influências das variáveis contingenciais podem ser irrelevantes ou não são percebidas pelos gerentes. Por fim, em nenhum dos dois casos estudados foi identificado o desenvolvimento de práticas específicas para a empresa. Pelo contrário, o que se constatou foi a utilização das mesmas práticas tradicionais do TPS. Por outro lado, foi observada claramente a intenção da criação de uma identidade para o XPS da empresa, mais como um fator motivacional do que por uma real adaptação. Tais evidências permitiram o desenvolvimento de três proposições que merecem um aprofundamento em pesquisas futuras.
Resumo inglês:Facing the need for adaptations of lean production to the characteristics of each organization, researchers have questioned the universality of this production system. These adjustments may be related to the contextual characteristics of the manufacturing system of each organization and can lead to the development of company-specific production systems, or simply XPSs. Thus, the aim of this research is to analyze how the contingency variables of a manufacturing system influence the adaptations of lean production practices for the implementation of an XPS. The research was developed through case studies conducted in two manufacturing plants, one of the electronics industry and other from the home appliances sector, both located in the city of Manaus/AM. The data were collected mainly through semi-structured interviews and on-site observation. Through this research, adaptations have been identified, not in the lean practices but in the manufacturing system of the companies, i.e., instead of the contingency variables demand adaptations to the formation of a company-specific production system, the Toyota system (universal approach) remains as the main driver of change in their own manufacturing system variables. Based on this observation, two potential outcomes can be inferred: either the influences of contingency variables may be irrelevant or they are not perceived by managers. Finally, in neither of the cases studied was identified the creation of specific practices tailored to the company. On the contrary, it was found the use of the same traditional practices of TPS. On the other hand, it was clearly observed the intention of creating an identity for the XPS, much more as a motivational factor than as a true adaptation. This evidence allowed the development of three propositions that deserve further research.