Para além da tua moldura: a produção de sentidos sobre famílias por casais homossexuais

Não há definição possível a ser dada para família, uma vez que engloba uma infinidade de possibilidades de configurações. Hoje, entende-se que família é uma palavra plural, por não traduzir apenas um modelo. As motivações para iniciar uma família; por quem é formada e como se arranja, dentro de uma...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: PIMENTEL, Ana Paula Santiago
Orientador/a: FONSECA, Jorge Luiz Cardoso Lyra da
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Pernambuco
Programa: Programa de Pos Graduacao em Psicologia
Assuntos em Portugês:
Online Access:https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19016
Resumo Português:Não há definição possível a ser dada para família, uma vez que engloba uma infinidade de possibilidades de configurações. Hoje, entende-se que família é uma palavra plural, por não traduzir apenas um modelo. As motivações para iniciar uma família; por quem é formada e como se arranja, dentro de uma enorme gama de possibilidades é infinita; não permitindo mais explicações simplistas que de(limitem) esse instituto. Nesse trabalho analisamos a produção de sentidos sobre família, por casais homossexuais masculinos; compreendendo como eles entendem família e como nomeiam suas relações; para isso utilizamo-nos da metodologia qualitativa. Foram entrevistados seis casais através da técnica das narrativas e uma posterior construção e análise dos dados através dos mapas de associação de ideias. De acordo com as narrativas dos interlocutores, e também em referências aos objetivos específicos desse trabalho, encontramos e nos debruçamos sobre quatro eixos temáticos: 1 – primeiros passos da união e informações sobre o relacionamento; 2 – entender-se homossexual; 3 – questões que se colocaram como dificuldades para a vivência da relação e 4 – produção de sentidos sobre família. Através desses quatro eixos temáticos, foram analisadas as produções de sentidos sobre famílias pelos seis casais estudados. Percebemos, na maioria das narrativas, que os casais homossexuais nem sempre têm rompido com o modelo hegemônico de família; tentando, por vezes, se incorporar ao mesmo padrão familiar da dita família tradicional.