A igreja progressista no recife: limites e Possibilidades da ação das cebs (comunidades eclesiais de base) Recife pe, 1973 a 1985

A presente dissertação aborda o processo de intervenção social do movimento progressista, que se desenvolve dentro da Igreja Católica, e sua atuação na cidade do Recife, especificamente no Morro da Conceição, situado no bairro de Casa Amarela, durante o regime militar. Pesquisou-se o contexto da his...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2006
Main Author: Vieira De Souza Junior, Edvaldo
Orientador/a: Maria Barros dos Santos, Ana
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Pernambuco
Assuntos em Português:
Online Access:https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7143
Citação:Vieira De Souza Junior, Edvaldo; Maria Barros dos Santos, Ana. A igreja progressista no recife: limites e Possibilidades da ação das cebs (comunidades eclesiais de base) Recife pe, 1973 a 1985. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo Português:A presente dissertação aborda o processo de intervenção social do movimento progressista, que se desenvolve dentro da Igreja Católica, e sua atuação na cidade do Recife, especificamente no Morro da Conceição, situado no bairro de Casa Amarela, durante o regime militar. Pesquisou-se o contexto da história da Igreja Católica no Brasil, no período compreendido entre 1973 ano do documento Eu ouvi os clamores do meu povo e 1985 marco de uma nova etapa na política do Brasil, quando assume a Presidência da República o Presidente José Sarney, instituindo-se, assim, o primeiro governo civil, desde 1964. É neste período em que ocorre, também, uma explosão das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) em todo território nacional. Em 1962, como concretização das discussões internas do Concílio Vat i cano II (1962 a 1965) emerge um novo modelo de estruturação dogmática da Igreja, que inaugura uma forma singular de organização, fundada num tipo renovado de catolicismo e numa experiência vol tada para o pobre. Desse modo, a chamada ala progressista da Igreja, em confluência com a Teologia da Libertação, rompe com o Estado autoritário e passa a organizar em todo o país as Comunidades Eclesiais de Base