a Inserção da Universidade Federal de Sergipe (ufs) No Processo de Inovação e Desenvolvimento Local: Intenção e Prática.

Esta tese tem por objetivo analisar a inserção da Universidade Federal de Sergipe no processo de inovação e desenvolvimento local, suas intenções e práticas. Resultante das políticas públicas adotadas nos últimos anos pelo governo federal, que preconiza como essenciais o processo de interação entre...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2013
Main Author: Lopes, Vaneide Ferreira
Orientador/a: Sicsú, Abraham Benzaquen
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal de Pernambuco
Assuntos em Português:
Online Access:https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11072
Resumo Português:Esta tese tem por objetivo analisar a inserção da Universidade Federal de Sergipe no processo de inovação e desenvolvimento local, suas intenções e práticas. Resultante das políticas públicas adotadas nos últimos anos pelo governo federal, que preconiza como essenciais o processo de interação entre as instituições de pesquisa, as empresas e demais agentes institucionais e a formação de uma rede de cooperação entre os envolvidos, para a condução do desenvolvimento dos países e suas regiões. A lógica da argumentação reside no modelo Triple Helix que representa uma síntese da integração entre Universidade-Empresas-Governo como principal motor para o desenvolvimento local e na importância da universidade no Sistema Nacional de Inovação. As bases para análise são os relatos contidos nas entrevistas e nos dados do Diretório dos Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Centro de Inovação e Transferência de Tecnologia/UFS, Coordenação de Programas, Projetos e Convênios, nos relatórios e documentos elaborados pela UFS. Os resultados mostram que as ações tomadas pela UFS, no campus sede, têm influenciado na construção de uma universidade empreendedora enquanto que, para os campi do interior, as ações tem conduzido a um modelo de universidade não condizente com os propósitos iniciais das políticas públicas anunciadas, o que poderá afetar as melhorias das condições econômicas e sociais baseada no incentivo e desenvolvimento das vocações locais do estado de Sergipe. Isso se explica através do entendimento de que a UFS passa por um processo de reestruturação necessitando se consolidar frente às atividades de parcerias que ainda não estão sendo utilizadas como previsto nas teorias.