Gestão tecnológica e upgrade na cadeia de valor: análise no Pólo Tecnológico de Campina Grande PB

As análises feitas para estudo dos aglomerados industriais se valem da sinergia obtida por suas ações e como as empresas conseguem ganhos advindos dos trabalhos em conjunto. O mundo globalizado, no entanto, tem uma complexidade bem maior de forma que não são todas as empresas que atuam em aglomerado...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: SILVA, Ricardo Jorge Araujo
Orientador/a: SICSU, Abraham Benzaquen
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Pernambuco
Assuntos em Português:
Online Access:https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5620
Citação:Jorge Araujo Silva, Ricardo; Benzaquen Sicsu, Abraham. Gestão tecnológica e upgrade na cadeia de valor: análise no Pólo Tecnológico de Campina Grande PB. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo Português:As análises feitas para estudo dos aglomerados industriais se valem da sinergia obtida por suas ações e como as empresas conseguem ganhos advindos dos trabalhos em conjunto. O mundo globalizado, no entanto, tem uma complexidade bem maior de forma que não são todas as empresas que atuam em aglomerados industriais que conseguem obter resultados satisfatórios em seus negócios. O presente trabalho trata desta temática, inserindo a idéia de que os Arranjos Produtivos precisam avançar nas suas atividades para competências no nível de cadeias globais. A pesquisa utilizou como base a metodologia proposta por Kaplinsky e Morris (2000), a qual se configura em sete etapas que juntas, formam um modelo para pesquisa das cadeias globais de valor. Utilizando esta metodologia e com a avaliação da capacidade tecnológica no polo de tecnologia de informação da cidade de Campina Grande, o trabalho analisa os aspectos relacionados à inserção destas empresas em cadeias de valor global e sugere os tipos de upgrades que estas precisam realizar para garantir competências que as façam se inserir nestas cadeias. Entrevistas semi estruturadas utilizando escalas de Likert foram essenciais principalmente para a análise da metodologia da cadeia de valor. Além destas, questões qualitativas foram utilizadas na pesquisa para identificação das capacidades tecnológicas das empresas