Processos transdisciplinares de JOGAR JUNTO : o quadrado cartografado.

O presente trabalho expõe os resultados da pesquisa cartográfica que realizei sobre minha vida e minhas práticas para a linha de Processos de Criação e Poéticas do Cotidiano do Mestrado em Artes Visuais da UFPel, durante período compreendido entre março de 2015 e março de 2017. Meus objetos de estud...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Gonçalves, Maurício Rodrigues
Orientador/a: Meira, Mirela Ribeiro
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Pelotas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais
Department: Centro de Artes
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3927
Citação:GONÇALVES, Maurício Rodrigues. Processos transdisciplinares de JOGAR JUNTO : o quadrado cartografado. 2017. 92 f. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Centro de Artes. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.
Resumo Português:O presente trabalho expõe os resultados da pesquisa cartográfica que realizei sobre minha vida e minhas práticas para a linha de Processos de Criação e Poéticas do Cotidiano do Mestrado em Artes Visuais da UFPel, durante período compreendido entre março de 2015 e março de 2017. Meus objetos de estudo foram os jogos de tabuleiro e o ato de JOGAR JUNTO. O jogo TESSERACT ARENA - ainda em produção - foi o ponto de partida para uma série de escolhas que fiz. Comecei a criá-lo sem qualquer relação com minha dissertação, mas à medida em que avancei, ambos se aproximaram e começaram a interagir, guiados pelas leituras das obras de diversos autores propostos como referenciais teóricos: Johan Huizinga, Michel Maffesoli, Christopher Vogler, Basarab Nicolescu, Pierre Lévy, Bruno Munari, Gilles Deleuze e Félix Guattari. O produto final da pesquisa é o que tens em mãos: uma metodologia autoral, com características lúdicas e concepção transdisciplinar, para ser jogada, a fim de mapear um terreno invisível e pessoal, composto por tempo e espaço, e gradualmente revelar as descobertas dos porquês de sua existência relacionadas aos meus modos de ser e agir.
The present work exposes the results of the cartographic research I did on my life and my practices for the Creation Processes and Poetics of Everyday Life line of study of the Masters in Visual Arts of UFPel during the period between march of 2015 and march of 2017. My objects of study were the board games and the act of PLAY TOGHETER. The game TESSERACT ARENA - still in production - was the starting point for a series of choices I made. I started to create it without any regard to my dissertation, but as I moved forward, they both approached each other and began to interact, guidedm by the readings of the authors proposed as theoretical frameworks: Johan Huizinga, Michel Maffesoli, Christopher Vogler, Basarab Nicolescu, Pierre Lévy, Bruno Munari, Gilles Deleuze and Félix Guattari. The final product of the research is this you have in your hands: an authoral methodology, with ludic characteristics and transdisciplinary conception, to be played and to chart an invisible and personal ground, made of time and space, and to gradually reveal the discoveries and the whys of its existence, related to my ways of be and do.