Uma Etnografia na Comunidade Negra Rural Cerro das Velhas: memória coletiva, ancestralidade escrava e território como elementos de sua auto-identificação quilombola.

The main point of this dissertation is the quilombola self-identification process lived through the Rural Black Community of Cerro das Velhas, located on Armanda, 5th District of Canguçu, in Brazil. By the ethnography method, it can be pointed out their collective memory and historical documents con...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Haerter, Leandro
Orientador/a: Rosa, Rogerio Reus Goncalves da
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Pelotas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Department: Instituto de Sociologia e Política
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufpel.edu.br/handle/ri/1589
Citação:HAERTER, Leandro. An Ethnography in the Rural Black Community of Cerro das Velhas: their collective memory, their slave heritage and their territory of elements of their quilombola self-identification. 2010. 146 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Huamnas) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2010.
Resumo Português:Esta Dissertação tem como objeto o processo de auto-identificação quilombola vivenciado pela comunidade negra rural Cerro das Velhas, situada na localidade da Armanda, 5º Distrito de Canguçu, Brasil. Através do método etnográfico, aponta-se a memória coletiva e documentos historiográficos vinculados às velhas escravocratas que deram origem a esse coletivo, a partir de uma deixa de terras. A ancestralidade escrava, as estratégias de territorialização e a própria memória coletiva são elementos que contribuem para que os negros dessa comunidade se auto-identifiquem como quilombolas. A partir da problematização do processo de auto-identificação quilombola para esta comunidade negra rural específica, aparecem as seguintes questões: a partir de que pressupostos a identidade social é redefinida enquanto quilombola; quais marcadores identitários contribuem para a construção deste processo de auto-identificação e quais as principais estratégias de reprodução camponesa/territorialização da mencionada comunidade favorecem sua auto-identificação quilombola, reconhecendo redes sociais e mediadores externos. Assim, o texto etnográfico se desenvolve apresentando dados sobre memória coletiva, identidade, estratégias de territorialização e importância da Associação Quilombola Cerro das Velhas na elaboração da auto-identificação quilombola, processo este relacional e dinâmico
Resumo inglês:The main point of this dissertation is the quilombola self-identification process lived through the Rural Black Community of Cerro das Velhas, located on Armanda, 5th District of Canguçu, in Brazil. By the ethnography method, it can be pointed out their collective memory and historical documents connected to the old ladies who were slaves owners that originated this collective, since a leaving of lands. The slave heritage, the strategies to accomplish the territories and collective memory are elements that contribute to the black people of this community self-identification as quilombolas . From this problematic of self-identification as quilombola to this specific rural black community, the following questions may appear: from the assumption that social identify is redefined as quilombola , which are the identification markers that contribute to the process of self-identification and which are the peasant s reproduction strategies/territorialization of the mentioned community that benefit the people s self-identification as quilombolas , recognizing the social network and the external mediators. Thereby, the ethnographic text develops itself presenting data about the collective memory, identity, territory strategies of the Associação Quilombola Cerro das Velhas on the elaboration of quilombola self-identification, dynamic and relational process.