Avaliação: uma proposta de orientação da aprendizagem do aluno e reorientação da prática pedagógica do professor

Neste trabalho analiso as representações sobre avaliação, de uma turma de vinte e cinco alunos do Ensino Médio Politécnico da Escola Técnica Estadual Professora Sylvia Mello, localizada na cidade de Pelotas/RS, na qual leciono a disciplina de Química e também oriento o desenvolvimento de projetos vi...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Azevedo, Aurélia Valesca Soares de
Orientador/a: Rodriguez, Rita de Cássia Morem Cóssio
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Pelotas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática
Department: Faculdade de Educação
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3647
Citação:AZEVEDO, Aurélia Valesca Soares de. Avaliação: Uma proposta de orientação da aprendizagem do aluno e reorientação da prática pedagógica do professor. 2016. 94f. Dissertação (Mestrado Profissional) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.
Resumo Português:Neste trabalho analiso as representações sobre avaliação, de uma turma de vinte e cinco alunos do Ensino Médio Politécnico da Escola Técnica Estadual Professora Sylvia Mello, localizada na cidade de Pelotas/RS, na qual leciono a disciplina de Química e também oriento o desenvolvimento de projetos vivenciais no componente curricular denominado Seminário Integrado. Os aportes teóricos que orientaram a elaboração deste trabalho contemplam as bases legais da avaliação, presentes na LDB, nos PCN, no Regimento do Ensino Médio Politécnico e nos documentos oficiais da Escola Técnica Estadual Professora Sylvia Mello, bem como, autores que discutem aspectos relacionados ao papel da avaliação no processo de ensino e aprendizagem. Buscando compreender as representações dos alunos sobre avaliação, a fim de promover uma mudança qualitativa em minha prática avaliativa, estabeleci como questões de pesquisa: O que os alunos compreendem sobre o processo avaliativo? Quais as barreiras encontradas pelos alunos no processo avaliativo? Quais as contribuições das ideias dos alunos para a reconstrução da prática avaliativa? No que se refere à investigação das ideias dos alunos sobre avaliação, foram realizados, por meio da escrita de textos, dois levantamentos a partir de questionários contemplando questões norteadoras relacionadas à avaliação. O trabalho desenvolvido configura-se como uma Pesquisa Qualitativa, baseada nos moldes de uma Pesquisa-Ação, pois, envolve uma ação por parte das pessoas implicadas no processo investigativo, exigindo análise, reflexão e ação. O método da Pesquisa-Ação envolveu as seguintes etapas para sua realização: determinação do campo no qual foi feita a investigação; formulação do problema; coleta de dados, análise e interpretação. A partir da análise e interpretação dos dados obtidos, realizadas utilizando o método da Análise Textual Discursiva (ATD), foram delineadas de forma sistemática algumas compreensões sobre as representações dos alunos, que contribuíram com o desenvolvimento de uma proposta de avaliação formativa. Esta proposta ocorreu em um constante processo de negociação, a partir do qual busquei, através do diálogo, a participação coletiva de todos os sujeitos envolvidos. Através deste trabalho, observei que nas representações dos alunos que participaram da pesquisa, prevalece a ideia de que a avaliação é a forma de verificar e diagnosticar a aprendizagem do aluno, embora alguns tenham apontado que a avaliação pode contribuir para orientar o trabalho do professor. Também foi possível observar, que as principais barreiras que os alunos encontram no processo avaliativo estão relacionadas à ênfase atribuída às avaliações pontuais e classificatórias. A explicitação das representações dos alunos contribuiu na reconstrução de minha prática avaliativa, levando-me a compreender que o desenvolvimento de uma avaliação formativa, levando-se em consideração as ideias dos alunos, proporciona que os mesmos sejam protagonistas de sua avaliação, envolvam-se de forma espontânea no processo e trabalhem em parceria com seus pares, construindo espaços de aprendizagem de forma mais significativa. Isto aponta para a ideia de que, as ações durante o processo avaliativo são constantes e contínuas, sendo um movimento dinâmico em que as trocas contribuem para a aprendizagem e o crescimento de todos os envolvidos neste processo
In this paper I analyze the ideas on assessment of a group of twenty-five Polytechnic High School students from Professora Sylvia Mello technical school, located in Pelotas-RS, in which I teach Chemistry and also supervise the development experiential projects in the curricular component named seminário Integrado (integrated seminar). The theorical framework which guided the preparation of this study contemplates the legal basis of assessment, present in the LDB, in the PCN, in the Polytechnic High School regiment and in the official documents of the Professora Sylvia Mello technical school, as well as authors who discuss aspects related to the evaluation role in the process of teaching and learning. Trying to understand the students´ representations about evaluation, in order to promote a qualitative change in my evaluative practice, I established the following questions for the survey: What do the students understand about the assessment process? What are the barriers found by students in the evaluation process? What are the contributions of the students' ideas for the reconstruction of evaluation practice? Regarding to the investigation of the students´ ideias on assessment, it was perfoemed, by means of written texts, two surveys from questionnaires with some guiding questions related to the evaluation.The work is configured as a qualitative survey, based on the lines of an Action-Research since it involves an action by the people involved in the investigative process, requiring analysis, reflection and action. The action- research method involved the following steps: establishment of the field in which the investigation was conducted; formulation of the problem; data collection, analysis and interpretation. From the analysis and interpretation of the data obtained along the study development, carried out using the method of Discursive textual analysis, some insights on the students´ representation were systematically underlined, which contributed to the development of a formative evaluation proposal . This proposal occurred in a constant negotiation process, from which I tried, through dialog, collective participation of all individuals involved. From this work, I observed that, in the participants´ representations, the prevailing Idea is that the assessment is the way of checking and diagnosing the student´s learning, although some have pointed out this could contribute for guiding the teacher´s work. It was also possible to observe that the main barriers the students found in the evaluation process are related to the emphasis attributed to the grading and rating evaluation. The explicitness of the students´ representations contributed to the reconstruction of my evaluation practice, making me understand that the development of a formative assessment, taking into account the students´ ideas, turns them the protagonists of their own evaluation, allows them to engage spontaneously in the process and work with their partners, building more significant learning spaces . This points to the idea that the actions along the evaluation process are Constant and continuous, being a dynamic movement in which the exchanges contribute for the learning and growth of everybody involved in this process