O potencial pedagógico da videoaula no aprender Matemática

O presente estudo teve por objetivo analisar o potencial pedagógico do vídeo no aprender Matemática. Para tanto, foram produzidas duas videoaulas sobre o assunto exponencial e apresentadas a três turmas de alunos selecionadas. Os sujeitos da pesquisa são discentes do primeiro ano do Ensino Médio de...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Silva, Jaqueline Antunes da
Orientador/a: Silva, Josias Pereira da
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Pelotas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Department: Instituto de Física e Matemática
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4574
Citação:SILVA, Jaqueline Antunes da. O potencial pedagógico da videoaula no aprender Matemática. 2018. 106 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, Instituto de Física e Matemática, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2018.
Resumo Português:O presente estudo teve por objetivo analisar o potencial pedagógico do vídeo no aprender Matemática. Para tanto, foram produzidas duas videoaulas sobre o assunto exponencial e apresentadas a três turmas de alunos selecionadas. Os sujeitos da pesquisa são discentes do primeiro ano do Ensino Médio de uma Escola Estadual de Ensino Médio e Fundamental do município de Pelotas-RS. A pesquisa procurou amparar-se nas contribuições da neurociência no campo do conhecimento das emoções e a interlocução dessa área com a educação. Com vistas à realização do estudo, a metodologia de pesquisa utilizada foi do tipo qualitativo, tendo sido adotado o estudo de caso como estratégia de pesquisa. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados, a aplicação de questionário aberto, observação e entrevistas semiestruturadas. Para orientar a coleta de dados e análise dos mesmos foi escolhida a análise categorial de Bardin (2004), tendo sido estabelecidas três categorias temáticas: reações ao assistir as videoaulas; aula com vídeo e aula expositiva e relação professor/aluno. Os resultados da pesquisa possibilitaram verificar que as videoaulas produzidas contribuíram para a aprendizagem dos alunos. Auxiliaram como um recurso didático para reforçar o conteúdo programático exponencial, além de ser uma forma prazerosa de aprender Matemática, utilizando a tecnologia digital presente no cotidiano dos estudantes. Contudo, segundo os sujeitos da pesquisa, embora a videoaula seja um recurso didático que auxilia na aprendizagem dos discentes, como sendo um importante instrumento para aprender e revisar os conteúdos programáticos de uma maneira diferente e descontraída, as aulas expositivas, utilizando lousa e caneta ainda são necessárias. A presença do professor ainda é necessária para desfazer dúvidas do que não ficou bem explicado no vídeo.
The present study had the objective of analyze the pedagogical potential of the video in learning Mathematics. For that, were produced and presented two videotapes about Exponential to three classes of selected students. The research subjects are students of the first year of one State High and Fundamental School of the city of Pelotas-RS. The research sought to rely on the contributions of neuroscience in the field of emotions and the interlocution of this area with education. In order to carry out the study, the research methodology used was the qualitative type and the case study was adopted as a research strategy. Were used as instruments of data collection an open questionnaire, observation and semi-structured interviews. To guide the data collection and analysis was chosen the categorical analysis of Bardin (2004), having been established three thematic categories: reactions when watching videotapes; class with video and expository class and teacher/student relationship. The results of the research made possible to verify that the videotapes produced has contributed to the students' learning. The videos have helped as a didactic resource to reinforce the exponential programmatic content, besides being a pleasant form of learning Mathematics, using the digital technology present in the students' daily routine. However, according to the subjects of the research, although videotape is a didactic resource that assists students in their learning, as an important tool to learn and review the content in a different and relaxed way, the lectures, using blackboard and pen, are still required. The presence of the teacher is still necessary to respond doubts of what was not well explained in the video.