Perfis das variáveis hematológicas sob influência de dieta com glutén na espécie Saguinus fuscicollis em cativeiro.

Ministério da Educação e Universidade Federal Rural da Amazônia

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: ALMEIDA, Taianara Tocantins Gomes
Orientador/a: MONTEIRO, Frederico Ozanan Barros
Format: Dissertação
Language:por
Published: UFRA
Assuntos em Inglês:
Citação:ALMEIDA, Taianara Tocantins Gomes. Perfis das variáveis hematológicas sob influência de dieta com glutén na espécie Saguinus fuscicollis em cativeiro. Orientador: Frederico Ozanan Barros Monteiro. 2016. 57 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Produção Animal na Amazônia) - Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2016.
Resumo Português:A doença celíaca (DC) é de base genética que desencadeia os sinais e sintomas com a interação ambiental de uma dieta com alimentos fontes de glúten (trigo, centeio e cevada). Esta condição patológica tem sido relacionada a Síndrome do Emagrecimento Progressivo (SEP) que acomete primatas não humanos, por apresentarem características clínicas semelhantes. As manifestações clínicas relacionadas ao glúten, em primatas humanos e não humanos, podem desencadear alterações nas variáveis hematológicas e alterações gastrointestinais. Objetivou-se determinar o perfil dos parâmetros hematológicos e avaliar a influência de uma dieta com glúten nas variáveis hematológicas em Sagüinus fuscicollis de cativeiro. O experimento foi realizado com os animais da colônia do Centro Nacional de Primatas. Na caracterização do perfil foram avaliados marcadores hematológicos e bioquímicos em Sagüinus fuscicollis. Os resultados revelaram que os parâmetros hemácias (He), hemoglobina (Hb), hematócrito (Ht) e coeficiente de variação eritrocitária (RDW) foram diferentes para machos e fêmeas. Na medição de Gama Glutamill Transferase (GGT) os machos diferiram de forma significante das fêmeas (P<0,05). Os animais foram submetidos a quatro avaliações durante período de 105 dias, divididos em período de aclimatação, experimentação e recuperação, que alternavam dieta com glúten (DCG) e dieta sem glúten (DSG). As mensurações incluíram coletas de sangue, massa corporal, temperatura e avaliação da consistência das fezes. Os resultados comparam os valores entre os sexos, revelando que os parâmetros hemoglobina, leucócitos, neutrófilos segmentados, linfócitos, monócitos, eosinófilos, bastonetes e plaquetas não sofreram nenhuma influência sob as diferentes condições nutricionais. Enquanto que os parâmetros He, Hb, HGM, CHGM e RDW não se alteraram somente no sexo feminino. Portanto a dieta com glúten foi determinante para aumento da freqüência de diarréia e da alteração em alguns parâmetros hematológicos. Assim os resultados elevam a importância do estudo desses marcadores para diferenciação entre os gêneros em Sagüinus fuscicollis e sugere-se que alimentos com trigo, centeio ou cevada não façam parte da alimentação desses animais.