Obtenção e caracterização de complexos polieletrolíticos de quitosana e poli (metacrilato de sódio)

Os complexos polieletrolíticos nanoparticulados foram obtidos usando quitosana e poli(metacrilato de sódio). A formação dos complexos foi avaliada por turbidimetria, condutometria, viscosimetria e espalhamento dinâmico da luz. A presença de excesso de cargas positivas pode ser evidenciada através da...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Stopilha, Roberta Talita
Orientador/a: Fonseca, José Luis Cardozo
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19423
Citação:STOPILHA, Roberta Talita. Obtenção e caracterização de complexos polieletrolíticos de quitosana e poli (metacrilato de sódio). 2014. 67f. Dissertação (Mestrado em Química) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo Português:Os complexos polieletrolíticos nanoparticulados foram obtidos usando quitosana e poli(metacrilato de sódio). A formação dos complexos foi avaliada por turbidimetria, condutometria, viscosimetria e espalhamento dinâmico da luz. A presença de excesso de cargas positivas pode ser evidenciada através da análise do potencial zeta. O diâmetro das partículas foi caracterizado pela técnica de espalhamento dinâmico da luz e a morfologia por microscopia de força atômica. Em todos os experimentos uma mudança abrupta de comportamento foi evidenciada no intervalo de razão molar (grupos carboxilato/amino) entre 0,7-0,8. Essas mudanças de comportamento puderam ser relacionadas com uma proposta de mecanismo de formação dos complexos polieletrolíticos, baseada na redução das dimensões macromoleculares dos aglomerados de complexos polieletrolíticos solúveis seguidos de segregação de fase.
Polyelectrolyte complexes (PECs) nanoparticles were prepared using chitosan and sodium polymethacrylate. The complex formation was investigated using turbidimetry, conductometry, viscometry, and dynamic light scattering. The presence of excess positive charges was evidenced by zeta potential measurements. The particle diameter was characterized by dynamic light scattering and the morphology by atomic force microscopy. In all experiments an abrupt change in behavior was observed at a carboxyl:amino molar ratio around 0.7−0.8. Those changes in behavior were related to a proposed mechanism of complex formation based on the decrease of macromolecular dimensions of soluble polyelectrolyte complex clusters, followed by phase segregation