Avaliação da estabilidade térmica e oxidativa dos biodieseis de algodão, girassol, dendê e sebo bovino

The search for new sources of environmentally friendly energy is growing every day. Among these alternative energies, biodiesel is a biofuel that has had prominence in world production. In Brazil, law 11.097, determine that all diesel sold in the country must be made by mixing diesel/biodiesel. The...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Santos, Anne Gabriella Dias
Orientador/a: Araújo, Antônio Souza de
Co-advisor: Souza, Luiz Di lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Programa: Programa de Pós-Graduação em Química
Department: Físico-Química; Química
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17619
Citação:SANTOS, Anne Gabriella Dias. Avaliação da estabilidade térmica e oxidativa dos biodieseis de algodão, girassol, dendê e sebo bovino. 2010. 185 f. Dissertação (Mestrado em Físico-Química; Química) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo Português:A busca por novas fontes de energia, que sejam ecologicamente corretas, cresce a cada dia. Dentre essas energias alternativas, o biodiesel é um dos biocombustíveis que vem tendo destaque na produção mundial. No Brasil, a Lei nº 11.097, determina que todo diesel vendido no país, deve ser constituído pela mistura de óleo diesel/biodiesel, denominado BX, onde X representa o percentual em volume de biodiesel no óleo diesel, conforme especificação da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Entre as principais propriedades que devem ser controladas para garantir a qualidade do biodiesel estão as estabilidades térmica e oxidativa, as quais dependem, basicamente, da composição da matéria prima utilizada. Este trabalho tem como objetivo estudar a estabilidade térmica e oxidativa de biodieseis provenientes dos óleos de algodão, girassol, dendê e do sebo bovino, assim como analisar as propriedades das blendas feitas do óleo mineral com biodiesel, na proporção B10. Foram determinadas as principais propriedades físico-químicas dos óleos vegetais e gordura animal, das respectivas amostras de B100 e suas misturas, além de caracterizações através de infravermelho e cromatografia a gás. O estudo das estabilidades térmica e oxidativa foram realizados através de Termogravimetria (TG), Calorimetria Exploratória Diferencial sob Pressão (PDSC) e Rancimat. As amostras de biodiesel obtidas estão dentro das especificações estabelecidas pela Resolução da ANP No7/2008. As misturas analisadas e o diesel mineral apresentaram todos os resultados em conformidade com as especificações da Portaria da ANP Nº15/2006. Os resultados obtidos via TG apontam o biodiesel de algodão como o mais estável. No estudo cinético, obteve-se a seguinte ordem de energia de ativação aparente: biodiesel de dendê > biodiesel de girassol > biodiesel de sebo > biodiesel de algodão. Em relação à estabilidade oxidativa os resultados obtidos via PDSC e Rancimat indicaram que o biodiesel de dendê foi o mais estável, e em seguida o de sebo. Dentre os B100 estudados, o de dendê e sebo bovino, se encontraram dentro dos padrões exigidos na Resolução ANP N°7 (tempo de indução 6h), os ensaios foram realizados de acordo com a norma Européia EN14112, a temperatura de 110°C. A maior estabilidade do biodiesel de dendê pode ser atribuído à sua composição química
Resumo inglês:The search for new sources of environmentally friendly energy is growing every day. Among these alternative energies, biodiesel is a biofuel that has had prominence in world production. In Brazil, law 11.097, determine that all diesel sold in the country must be made by mixing diesel/biodiesel. The latter called BX, , where X represents the percent volume of biodiesel in the diesel oil, as specified by the ANP. In order to guarantee the quality of biodiesel and its mixtures, the main properties which should be controlled are the thermal and oxidative stability. These properties depend mainly of the chemical composition on the raw materials used to prepare the biodiesel. This dissertation aims to study the overall thermal and oxidative stability of biodiesel derived from cotton seed oil, sunflower oil, palm oil and beef tallow, as well as analyze the properties of the blends made from mineral oil and biodiesel in proportion B10. The main physical-chemical properties of oils and animal fat, their respective B100 and blends were determined. The samples were characterized by infrared and gas chromatography (GC). The study of thermal and oxidative stability were performed by thermogravimetry (TG), pressure differential scanning calorimeter (PDSC) and Rancimat. The obtained biodiesel samples are within the specifications established by ANP Resolution number 7/2008. In addition, all the blends and mineral diesel analyzed presented in conformed withthe ANP Regularion specifications number 15/2006. The obtained results from TG curves data indicated that the cotton biodiesel is the more stable combustible. In the kinetic study, we obtained the following order of apparent activation energy for the samples: biodiesel from palm oil > sunflower biodiesel > tallow biodiesel > cotton biodiesel. In terms of the oxidative stability, the two methods studied showed that biodiesel from palm oil is more stable then the tallow. Within the B100 samples studied only the latter were tound to be within the standard required by ANP resolution N° 7. Testing was carried out according to the EN14112. This higher stability its chemical composition