Obtenção e aplicação de sistemas microemulsionados na recuperação avançada de petróleo

Due to the need of increasing production in reservoirs that are going through production decline, methods of advanced recovery have frequently been used in the last years, as the use of conventional methods has not been successful in solving the problem of oil drifting. In this work, the efficiency...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Albuquerque, Heraldo da Silva
Orientador/a: Dantas, Tereza Neuma de Castro
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Programa: Programa de Pós-Graduação em Química
Department: Físico-Química; Química
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17602
Citação:ALBUQUERQUE, Heraldo da Silva. Obtenção e aplicação de sistemas microemulsionados na recuperação avançada de petróleo. 2008. 77 f. Dissertação (Mestrado em Físico-Química; Química) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo Português:Diante da necessidade de aumentar a produção de reservatórios que se encontram em declíneo de produção, os métodos de recuperação avançada vêm sendo bastante utilizados nos últimos anos, visto que apenas os métodos convencionais não têm solucionado o problema de deslocamento de óleo. Neste trabalho estudou-se a eficiência de diferentes sistemas microemulsionados no deslocamento de óleo de testemunhos da formação Assu e da formação Botucatu. Para os ensaios de deslocamento, os testemunhos foram calcinados a uma temperatura de 1000ºC, durante 18 horas, com a finalidade de eliminar qualquer matéria orgânica presente e aumentar a permeabilidade. Em seguida, os mesmos foram isolados com resina, apresentando as seguintes dimensões: 3,8 cm de diâmetro e 8,7 cm de comprimento. Para a saturação dos testemunhos foi utilizado salmoura, composta de KCl a 2% em peso, e óleo oriundo da Estação de Tratamento de Guamaré (Petrobras/RN) e em todos os ensaios utilizou-se pressão de 20 psi. Os ensaios de injeção seguiram as seguintes etapas: para determinar a permeabilidade inicial, foi injetada salmoura, através do testemunho, em seguida, com o testemunho saturado com salmoura, foi injetado óleo, à vazão constante. Após a saturação do testemunho, foi injetada salmoura novamente a fim de obter o percentual de recuperação pelo método convencional. Para determinar a recuperação de óleo pelo método especial foi injetada microemulsão no testemunho, à vazão constante. Dentre os resultados obtidos o sistema S3, composto de TC (tensoativo aniônico de cadeia curta), álcool iso-amílico, óleo de pinho e água destilada apresentou a melhor eficiência de deslocamento, 81,18%. Enquanto que o sistema S1E, composto por TA (tensoativo aniônico comercial), álcool etílico, óleo de pinho e água destilada apresentou uma baixa eficiência de deslocamento, apenas 44,68%
Resumo inglês:Due to the need of increasing production in reservoirs that are going through production decline, methods of advanced recovery have frequently been used in the last years, as the use of conventional methods has not been successful in solving the problem of oil drifting. In this work, the efficiency of different microemulsionated systems in the flow of oil from cores from Assu and Botucatu formations. Regarding drifting tests, cores were calcinated at a temperature of 1000°C, for 18 hours, with the aim of eliminating any organic compound present in it, increasing the resultant permeability. Following, the cores were isolated with resin, resulting in test specimens with the following dimensions: 3.8 cm of diameter and 8.7 cm of length. Cores were saturated with brine, composed of aqueous 2 wt % KCl, and oil from Guamaré treatment station (Petrobras/RN). A pressure of 20 psi was used in all tests. After core saturation, brine was injected again, followed by oil at constant flow rate. The system S3 - surfactant (anionic surfactant of short chain), isoamillic alcohol, pine oil, and water - presented the best drift efficiency, 81.18%, while the system S1E commercial surfactant, ethyl alcohol, pine oil, and distilled water presented low drift efficiency, 44,68%