Síntese e caracterização de novo antioxidante fenólico derivado da biomassa da castanha de caju (LCC-técnico) para biodiesel por método eletroanalítico

A maior parte da energia consumida no mundo deriva dos combustíveis fósseis, como carvão e petróleo, tornando-a limitada. A energia é a base fundamental das atividades humanas. Sejam elas, domésticas, comerciais, industriais, produção de alimentos ou agricultura. E, de acordo com a ótica ambiental f...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Falcão, Hélson Ricardo da Cruz
Orientador/a: Fernandes Júnior, Valter José
Co-advisor: Araújo, Antonio Souza de
Format: Tese
Language:por
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22043
Citação:FALCÃO, Hélson Ricardo da Cruz. Síntese e caracterização de novo antioxidante fenólico derivado da biomassa da castanha de caju (LCC-técnico) para biodiesel por método eletroanalítico. 2016. 120f. Tese (Doutorado em Química) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo Português:A maior parte da energia consumida no mundo deriva dos combustíveis fósseis, como carvão e petróleo, tornando-a limitada. A energia é a base fundamental das atividades humanas. Sejam elas, domésticas, comerciais, industriais, produção de alimentos ou agricultura. E, de acordo com a ótica ambiental faz-se necessário reduzir o consumo por combustíveis fósseis e aumentar o uso por combustíveis alternativos. Logo, o biodiesel surge como substituto promissor dos combustíveis fósseis, sendo um biocombustível derivado de oleaginosas ou gorduras animais composto por ésteres alquílicos que podem substituir total ou parcialmente o diesel em motores ciclodiesel. Todavia, quando derivado de oleaginosas é susceptível a degradação oxidativa através de reações mediadas por calor e traços de metais, principalmente na presença de oxigênio. Hoje, a maior parte de todo biodiesel produzido no Brasil, deriva da soja, que possui em média 55% ácido linoleico (18:2) e 7,5% de ácido linolênico (18:3) em sua composição, degradando o biocombustível. Este trabalho é um estudo dos antioxidantes derivados do líquido da castanha de caju - LCC técnico, com intuito de utilizá-los diretamente como antioxidantes no biodiesel, a fim de melhorar sua estabilidade frente à oxidação. Realizou-se a extração dos componentes do LCC técnico e sintetizou-se os antioxidantes por via eletroquímica, que posteriormente foram caracterizados através das técnicas FT_IR, RMN 1H, CG_MS, eletroquímicas e termogravimétricas. Os resultados mostraram que são antioxidantes de baixo custo de produção, solúveis em biodiesel e possuem alta estabilidade térmica, em torno de 220 °C, assim como alta estabilidade termo-oxidativa, realizada no Rancimat, com potenciais de indução superior a 7h, tornando-os promissores e opções efetivas de serem utilizados como aditivos em biocombustíveis. Através das técnicas eletroquímicas verificou-se que o material apresenta uma adsorção irreversível sobre o eletrodo de platina utilizado. Além de um pico anódico na primeira varredura e ainda uma oxidação irreversível com um potencial característico da atividade antioxidante aproximadamente entre +0,6 e +1,0V.
Most of the energy consumed in the world is derived from fossil fuels such as coal and oil, making it limited. Energy is the fundamental basis of human activities. Be they domestic, commercial, industrial, food production or agriculture. And, according to the environmental view point it is necessary to reduce consumption of fossil fuels and increased use of alternative fuels. Soon, biodiesel appears as promising substitute for fossil fuels, being a biofuel derived from oil or animal fats composed of alkyl esters that can replace all or part diesel engines in ciclodiesel. However, when oil derivative is susceptible to oxidative degradation by heat mediated reactions, and traces of metals, especially in the presence of oxygen. Today, most of all biodiesel is derived from soybean in Brazil, which has on average 55% linoleic acid (18:2) and 7.5% linolenic acid (18:3) in its composition, degrading the biofuel. This work is a study of antioxidants derived from cashew nut liquid - technical CNSL, aiming to use them directly as antioxidants in biodiesel in order to improve their stability to oxidation. We carried out the extraction of the components of technical CNSL and electrochemical synthesis of the antioxidant pathway, which were later confirmed using techniques FT-IR, NMR 1H, GC-MS, electrochemical and TG. The results show that antioxidants are low production costs, biodiesel-soluble, have high thermal stability at around 220°C as well as high thermo-oxidative stability, the Rancimat performed with higher potential induction 7h, making promising and effective options to be used as additives for biofuels. Through the electrochemical techniques, it was found that the material exhibits an irreversible adsorption on the platinum electrode used. In addition to an anodic peak in the first scan and even an irreversible oxidation with a characteristic potential of antioxidant activity in about +0,6V and +1,0V.