Condicionantes hist?ricas da constru??o da seguran?a alimentar no Atl?ntico: o caso de Angola e S?o Tom? e Pr?ncipe

Le travaille que l on pr?sente a comme objectif principal identifier les racines communes des diff?rents stages de d?veloppement, pauvret? et s?curit? alimentaire dee les Pays Africains avec Langue Portugaise (en particulier, Angola et S. Tome e Principe) mais aussi du Br?sil, ? partir d une perspec...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Sarmento, Francisco Manuel Bendrau Campos lattes
Orientador/a: Delgado, Nelson Giordano lattes
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Programa: Curso de P?s-Gradua??o em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade
Department: Ci?ncias Sociais Aplicadas
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/709
Citação:SARMENTO, Francisco Manuel Bendrau Campos. Condicionantes hist?ricas da constru??o da seguran?a alimentar no Atl?ntico: o caso de Angola e S?o Tom? e Pr?ncipe. 2008. 185 f. Tese (Doutorado em Ci?ncias Sociais Aplicadas) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Serop?dica, 2008.
Resumo Português:O trabalho que se apresenta tem como objetivo principal procurar analisar as condicionantes hist?ricas da situa??o atual de inseguran?a alimentar no Atl?ntico, no tri?ngulo gerado entre Angola, S?o Tom? e Pr?ncipe e Brasil, verificando a sua repercuss?o nos respectivos Estados e sociedades civis atuais, assim como em poss?veis estrat?gias para a sua supera??o . Para isso, num primeiro momento, analisa-se a evolu??o dos pa?ses citados identificando-se as ra?zes da sua situa??o atual e procurando demonstrar-se que esta decorre da singularidade das rela??es comerciais estabelecidas entre estes , no contexto da forma??o e transi??o do capitalismo mercantil e industrial dos s?culos XVII, XVIII e IXX. Posteriormente ,? realizada uma revis?o conceitual do potencial papel do Estado e das redes da sociedade civil na constru??o institucional de pol?ticas de seguran?a alimentar, em fun??o de suas condicionantes hist?ricas. Conclui-se pela exist?ncia de um patrim?nio comum nos pa?ses analisados, mas tamb?m de diferen?as expressivas, recomendando reflex?o por parte dos diferentes atores com responsabilidades institucionais, na luta contra a fome e na coopera??o entre os diferentes paises.