Cultivo in vitro cattleya violacea rolfe 1889 (orchidaceae) utilizando meios de cultura alternativos

A Cattleya violacea Rolfe (1889) é considerada a orquídea símbolo de Roraima, sendo muito apreciada por colecionadores, orquidófilos e produtores, que almejam cultivar essa espécie em suas coleções. Objetivou-se com este trabalho desenvolver um protocolo de cultivo in vitro para a C. violacea utiliz...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Gilzeni Veloso lattes
Orientador/a: Gardenia Holanda Cabral lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Roraima
Programa: Programa de Recursos Naturais - PRONAT
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://www.bdtd.ufrr.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=273
Resumo Português:A Cattleya violacea Rolfe (1889) é considerada a orquídea símbolo de Roraima, sendo muito apreciada por colecionadores, orquidófilos e produtores, que almejam cultivar essa espécie em suas coleções. Objetivou-se com este trabalho desenvolver um protocolo de cultivo in vitro para a C. violacea utilizando meios de cultura alternativos ao ágar e aos sais e vitaminas que compõem o meio tradicional Knudson C, no intuito de reduzir os custos dessa forma de reprodução de orquídeas. As plântulas utilizadas nesta pesquisa foram oriundas da germinação in vitro de C. violacea estriata com 1,0 cm de altura e com 02 folhas. Os meios de cultura testados foram compostos por ágar, vermiculita e carvão vegetal adicionados de 60,00 g L-1 de polpa das frutas regionais cupuaçu (Theobroma grandiflorum Schum [Willd. Ex. Spreng]), buriti (Mauritia flexuosa L.), cajá (Spondiaslutea L.), açaí (Euterpe oleracea Mart.), graviola (Anona muricata L.) e murici (Birsonima crassifolia L.) acrescidos de 40,0 ml L-1 de água de coco, de 2,0 g L-1 de carvão ativado e 20,0 g L-1 de sacarose. O pH do meio foi ajustado para 5,7 0,1. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com 18 tratamentos e 05 repetições contendo 05 plântulas por frasco. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância multivariada (AMOVA) e utilizou-se o teste de Tukey a 5% de significância. Os parâmetros biométricos avaliados nas plântulas após seis meses de subcultivo nos meios testados foram, altura da parte aérea, número de folhas, número de raízes, comprimento da maior raiz e número de brotos. Observou-se que os meios compostos por ágar e frutas proporcionaram os maiores crescimentos das plântulas de C. violacea quanto à altura da parte aérea, número de folhas e número de raízes, do que o meio tradicional Knudson C. Sendo que o meio composto por ágar e buriti promoveu o maior desenvolvimento das plântulas e o meio formado por buriti e vermiculita (BU2), em relação à variável número de brotos, influenciou positivamente na escolha do melhor meio de cultura estudado para o subcultivo de C. violacea.
Resumo inglês:Cattleya violacea Rolfe (1889) is considered the orchid symbol of Roraima, very appreciated by collectors, orchid growers and producers, that aims to cultivate this species in their collections. The objective of this work is to develop an in vitro cultivation protocol for C. violacea using alternative culture media to the agar and salts and vitamins that make up the traditional medium Knudson C in order to reduce costs for this form of reproduction of orchids . Seedlings used in this study were from in vitro germination of C. violacea estriata with 1.0 cm and 02 leaves. The tested media were composed of agar, vermiculite and charcoal added 60.00 g L-1 pulp regional fruit cupuaçu (Theobroma grandiflorum Schum [Willd. Ex. Spreng]), Buriti (Mauritia flexuosa L.) caja (Spondiaslutea L.), açaí (Euterpe oleracea Mart.), soursop (Annona muricata L.) and murici (Birsonima crassifolia L.) plus 40.0 L-1 ml of coconut water, 2.0 g L -1 activated and 20.0 g L-1 sucrose coal. The pH was adjusted to 5.7 0.1. The experimental design was completely randomized, with 18 treatments and 05 repetitions containing 05 seedlings per bottle. The data were subjected to multivariate analysis of variance (AMOVA) and used the Tukey test at 5% significance level. The biometric parameters evaluated in seedlings after six months of subculture media tested were, shoot height, number of leaves, number of roots, the greater root length and number of shoots. It was observed that the means consisting of agar, and fruit resulted in the highest growth of C. violacea as the seedling shoot height, number of leaves, number of roots, than the traditional means Knudson C. Since the medium composed of agar and Buriti promoted the further development of seedlings and the medium formed by Buriti and vermiculite (BU2), in relation to the shoot number, positively influenced the choice of the best culture medium studied for the subculture of C. violacea.