Desempenho produtivo, econômico e características quantitativas das carcaças de cordeiros Santa Inês abatidos com diferentes espessuras de gordura subcutânea

This study objective evaluated the performance and economic results and the quantitative carcass characteristics of lambs Santa Inês breed in feedlot, slaughtered at different subcutaneous fat thickness (SFT) (2.0 or 3.0 or 4.0 mm) by ultrasonography Longissimus dorsi. The experiment was conducted a...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Queiroz, Larissa de Oliveira lattes
Orientador/a: Santos, Gladston Rafael de Arruda lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Federal de Sergipe
Programa: Pós-Graduação em Zootecnia
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://ri.ufs.br/handle/riufs/6368
Citação:QUEIROZ, Larissa de Oliveira. Desempenho produtivo, econômico e características quantitativas das carcaças de cordeiros Santa Inês abatidos com diferentes espessuras de gordura subcutânea. 2015. 56 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015.
Resumo Português:Objetivou-se avaliar o desempenho produtivo e econômico e as características quantitativas das carcaças de cordeiros da raça Santa Inês em confinamento, abatidos com espessuras de gordura subcutânea (EGS) de 2,0; 3,0; e 4,0 mm, obtidas por ultrassonografia no Longissimus dorsi. O experimento foi realizado na Fazenda Experimental de Iguatemi da Universidade Estadual de Maringá (UEM), região Noroeste do Estado do Paraná, de março a julho de 2013. Foram utilizados 24 cordeiros, machos não castrados da raça Santa Inês, com aproximadamente 100 dias de idade e peso médio de 22,7±3,75 kg. Os cordeiros foram confinados e receberam, uma vez ao dia, ração completa peletizada, com disponibilidade de 5% do peso vivo, calculada para ganho de peso diário de 0,300 kg. Foi realizada a pesagem da oferta e da sobra da dieta e ajustada diariamente de maneira a proporcionar sobras de aproximadamente 10%. A cada 14 dias foram realizadas as pesagens e as avaliações da gordura subcutânea por ultrassonografia no Longissimus dorsi. Os animais foram abatidos à medida que atingiam as EGS pré-determinadas. Para avaliar a produtividade foram considerados: o peso vivo final, a ingestão de matéria seca, os ganhos de peso diário e total e conversão alimentar. Já para determinação da espessura de gordura economicamente viável para abate, foram considerados apenas os custos diretos de produção, como a aquisição dos cordeiros, os gastos com ração e as despesas com mão de obra e analisados receitas, despesas e lucros. Para as características quantitativas das carcaças foram avaliados: pesos corporais e das carcaças; os rendimentos de carcaça na fazenda, no frigorífico, comercial e verdadeiro; os índices de compacidade da carcaça e da perna; medidas no músculo Longissimus dorsi, sendo essas a medida A (comprimento máximo do músculo), medida B (profundidade máxima do músculo), medida C (espessura de gordura subcutânea) e área de olho de lombo; os rendimentos de músculo, osso e gordura no corte lombo. Na avaliação produtiva, somente as variáveis peso final e ganho de peso total apresentaram diferenças significativas entre os tratamentos. Os cordeiros abatidos com 4,0 mm de espessura de gordura subcutânea apresentaram maior ganho de peso total. Entretanto, os abatidos com 3,0 mm apresentaram melhores resultados econômicos. Todos os rendimentos de carcaça avaliados sofreram interferência das EGS (p<0,05), seguindo o mesmo comportamento dos pesos corporais e pesos das carcaças, em que os cordeiros abatidos com 4,00 mm de EGS apresentaram resultados superiores aos abatidos com 2,00 mm. A condição corporal e a medida C se elevaram com o aumento da EGS. Com o aumento da EGS foi observado no lombo, o aumento da gordura, a diminuição do osso e não alteração do músculo. Recomenda-se o abate de cordeiros Santa Inês com 3,0 mm de EGS, pois proporcionaram melhor desempenho produtivo, maior lucro por quilograma de carcaça e melhores resultados para as características quantitativas da carcaça, apresentando viabilidade econômica superior para a produção de animais nessas condições.
Resumo inglês:This study objective evaluated the performance and economic results and the quantitative carcass characteristics of lambs Santa Inês breed in feedlot, slaughtered at different subcutaneous fat thickness (SFT) (2.0 or 3.0 or 4.0 mm) by ultrasonography Longissimus dorsi. The experiment was conducted at an experimental farm at the State University of Maringá, Northwest Paraná from March to July 2013. Were used 24 (eight animals per treatment) Santa Inês lambs, not castrated, with approximately 100 days of age and average weight of 22.7 ± 3.75 kg. The lambs were fed once a day with complete pelleted ration, witch availability of 5% of the body weight, calculated for average daily gain of 0.300 kg, and adjusted daily so as to provide approximately 10% remains of. Each 14 days the lams were weighted and subcutaneous fat thickness (SFT) were measured by ultrasonography Longissimus dorsi. The animals slaughter was when the lambs reached the SFT established for its treatment. To evaluate the lambs performance was measured the final body weight, dry matter intake, weight gains and feed conversion. For economic evaluation for slaughter were use the cost with lambs purchase, food and labor to calculate and analyzed the income, expense and profit. Were assessed: body and carcass weights, carcass dressing, carcass and leg compactness index, rib-eye area by measures A (muscle length), B (muscle depth) and C (thickness subcutaneous fat) on Longissimus dorsi and muscle, fat and bone percentages. The final body weight and the total weight gain variables had a statistical difference among treatments, with the higher values to the lambs slaughtered at 4.0 mm subcutaneous fat thickness. However, the lams slaughtered at 3.0 mm SFT showed the better economic results. The carcass dressings at origin, slaughterhouse, commercial and true were changed by the SFT (p <0.05), like as body and carcass weights, the lambs which were slaughtered at 4.0 mm SFT showed higher results than those were slaughtered at 2.0 mm. The body condition and C measure increased as the SFT increase. The SFT increasing is showed witch the percentages of the fat increased, of bone decreased and the muscle did not changed. It is recommended the slaughter of Santa Inês breed sheep at 3.0 mm STF, due to that provided better performance and profit per kilogram of carcass, thus the better economic results, and that provided better results for quantitative carcass characteristics in these conditions of animal husbandry.