Tripla hélice "desmembrada" : a dificuldade da inovação no Brasil

In spite of being an opening concept, innovation has fomented useful theoretical discussions. One of the most applied approaches is the `Triple Helix´ model, which identifies societies with higher ability of promoting innovative practices and environments as those where the helixes `Government´, `Un...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Rocha, Roberto Oliveira lattes
Orientador/a: Brüseke, Franz Josef
Format: Dissertação
Language:por
Programa: Pós-Graduação em Sociologia
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://ri.ufs.br/handle/riufs/6279
Resumo Português:A inovação, apesar de ser um conceito ainda em aberto, tem fomentado discussões teóricas profícuas. Uma das abordagens mais utilizadas é o modelo da Tripla Hélice , que aponta as sociedades com maior capacidade de promover práticas e ambientes inovadores como aquelas onde as hélices Estado , Universidades e Empresas melhor se articulam, numa relação horizontal. Este trabalho procura problematizar essa discussão para o contexto brasileiro e aponta para a existência de características sócio-políticas que inibem a interconexão entre os três partícipes principais desse processo. Primeiramente, abordamos aspectos prenhes à constituição do Estado brasileiro, que desemboca na lógica desenvolvimentista. Posteriormente, discutimos o cenário das atividades tecno-científicas nacionais, analisando-as à luz da teoria da Tripla Hélice e de contribuições teóricas mais gerais. E, na tentativa de delinear mais claramente esta relação, na etapa seguinte foi escolhido como objeto mais restritivo e específico o programa RHAE-Pesquisador na Empresa que, por sua vez, confirmou as dificuldades da consolidação de uma pretendida articulação entre as hélices do sistema. Desse modo, empreendemos uma pesquisa sociológica bastante ampla, mas que fez-se necessária, em virtude da dinâmica complexa inerente à temática escolhida.
Resumo inglês:In spite of being an opening concept, innovation has fomented useful theoretical discussions. One of the most applied approaches is the `Triple Helix´ model, which identifies societies with higher ability of promoting innovative practices and environments as those where the helixes `Government´, `Universities´ and `Industry´ are better articulated, in a horizontal relation. What it follows is a work that aims to problematize that discussion to Brazilian context, pointing the existence of socio-political features which inhibit the interconnection among these main participants of the process. First, we take into account some aspects connected to Brazilian constitution, which reveals into a developmentalism logic. Later, we discuss the national technic-scientific activities, analyzing them based on Triple Helix theory and general theoretical contributions. And, as an attempt to delineate this relation more clearly, the next step was chosen looking at a more restrictive and specific object: the RHAE-Pesquisador na Empresa program, which confirmed the difficulties of a consolidation of this intended articulation among those helixes. In this way, we undertake a quite wide although needful sociological research, once the chosen thematic has a complex dynamics.